Repositório Digital

A- A A+

Fábrica Rheingantz : a emprea, o empresário e os acionistas : um estudo exploratório sobre a elite econômica de Rio Grande no final do século XIX (1873-1895)

.

Fábrica Rheingantz : a emprea, o empresário e os acionistas : um estudo exploratório sobre a elite econômica de Rio Grande no final do século XIX (1873-1895)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fábrica Rheingantz : a emprea, o empresário e os acionistas : um estudo exploratório sobre a elite econômica de Rio Grande no final do século XIX (1873-1895)
Autor Ferraretto, Maria Karina
Orientador Grijó, Luiz Alberto
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Bacharelado.
Assunto Elites (Ciências sociais)
Fábrica Rheingantz.
História econômica
Industrialização
Rio Grande (RS)
[en] Company
[en] Economic history
[en] Entrepreneur
[en] Industrialization
[en] Investment
[en] Shareholders
Resumo Este trabalho procura analisar o caso específico de consolidação da Fábrica Rheingantz, em Rio Grande entre 1873 e 1895. O período de estudo abrange os anos da administração de seu fundador, Carlos Guilherme Rheingantz, relacionando as ideias que norteiam a condução dos negócios da empresa com as táticas adotadas e as possibilidades financeiras que delas se originam. Procura-se, assim, contribuir para o estudo da elite econômica do final do século XIX, ao responder a seguinte questão: a partir de um estudo exploratório, de que forma é possível compreender a instalação e permanência de um complexo industrial no sul do Brasil enquanto espaço de interação de uma elite investidora (diretores e acionistas)? Três eixos principais (a empresa, o empresário e os acionistas) ajudam a caracterizar o objeto de pesquisa. No primeiro, é feita a análise de alguns dados financeiros obtidos nos relatórios anuais da empresa. No segundo, com uma perspectiva biográfica, são estabelecidas as estratégias criadas por seu proprietário para a obtenção de recursos e financiamento de seus projetos. Por fim, a partir do grupo de investidores, o objetivo é observar a rede de relações que definia quem investia seus recursos financeiros na companhia.
Abstract This study analyzes the consolidation of Fábrica Rheingantz, an industrial enterprise in Rio Grande, Brazil, between 1873 and 1895, when the company was run by its founder, Carlos Guilherme Rheingantz. It connects the ideas that guided company business to the tactics it chose and the financial possibilities they originated. This exploratory study contributes to the analysis of economic elites in the latter half of the 19th century: how can one understand the foundation and continuation of an industrial complex in Southern Brazil as a locus for interaction between members of an elite of investors (directors and shareholders)? The research subject can be divided into three main elements: company, entrepreneur, and shareholders. The first is analyzed using financial data provided by the annual reports issued by the company during the period. The second is studied from a biographical perspective, determining what strategies Carlos Guilherme Rheingantz, the founder and major shareholder, used to obtain resources and finance his projects. Finally, regarding company shareholders, the goal is to study the relationship network that defined who chose to invest their financial resources in Fábrica Rheingantz.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/66968
Arquivos Descrição Formato
000869622.pdf (8.068Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.