Repositório Digital

A- A A+

Efeitos de um programa de educação postural para crianças e adolescentes após oito meses de seu término

.

Efeitos de um programa de educação postural para crianças e adolescentes após oito meses de seu término

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos de um programa de educação postural para crianças e adolescentes após oito meses de seu término
Outro título Efectos de un programa de educación postural para niños y adolescentes ocho meses después de su conclusión
Outro título Effects of a postural program for children and adolescents eight months after its end
Autor Candotti, Cláudia Tarragô
Nunes, Silvia Elisandra B.
Noll, Matias
Freitas, Kate de
Macedo, Carla Harzheim
Resumo Objetivo: Avaliar os efeitos de um Programa de Educação Postural (PEP) para crianças e adolescentes oito meses após seu término. Métodos: Estudo experimental com 34 participantes divididos em Grupo Controle (GC) e Grupo Experimental (GE). Somente os integrantes do GE participaram do PEP. Os 34 participantes foram submetidos – no início, no término e oito meses após o término do PEP – a três procedimentos de avaliação: (1) postura estática por meio de fotografia; (2) postura dinâmica, por filmagem da execução de atividades da vida diária (AVDs); e (3) questionário sobre os conhecimentos teóricos da coluna vertebral. Para verificar as diferenças entre o GC e o GE e entre as etapas de avaliação, foram utilizados os testes de Mann-Whitney e de Wilcoxon para os escores das AVDs e do questionário e o qui-quadrado para comparar a frequência de alterações posturais. Resultados: O PEP, quando avaliado imediatamente após seu término, promoveu efeito positivo apenas no conhecimento teórico e na postura das AVDs. Entretanto, o efeito positivo do PEP não foi estendido ao período de follow-up, após oito meses do término do programa. Conclusões: Especula-se que o conhecimento da importância da boa postura durante as AVDs não foi efetivamente incorporado aos hábitos das crianças e dos adolescentes.
Resumen Objetivo: Evaluar los defectos de un Programa de Educación Postural (PEP) para niños y adolescentes, ocho meses después de su conclusión. Métodos: Estudio experimental, formado por 34 participantes. Los participantes fueron divididos en grupo control (GC) y grupo experimental (GE). Solamente los integrantes del GE participaron del PEP, pero fueron realizados con todos los 34 participantes, en el inicio y término del PEP y ocho meses después del término del PEP, tres procedimientos de evaluación: (1) Postura Estática, mediante fotografía; (2) Postura Dinámica, mediante filmación de la ejecución de actividades de la vida diaria (AVD); y (3) Cuestionario informativo sobre los conocimientos teóricos de la columna vertebral. Para verificar las diferencias entre los grupos GC y GE, y entre las etapas de evaluación (pre y post experimento; pre experimento y follow-up; y post experimento y follow-up) se utilizaron las pruebas no paramétricas de Mann-Whitney y de Wilcoxon (para los escores de las AVD y del cuestionario) y el Chi-cuadrado (frecuencia de alteraciones posturales). Resultados: El PEP, cuando evaluado inmediatamente des¬pués de su conclusión, promovió efecto positivo solamente en el conocimiento teórico y en la postura de las actividades de la vida diaria. Sin embargo, los resultados también demostraron que el efecto positivo del PEP no se extendió al periodo de follow-up, ocho meses después de la conclusión del programa.Conclusiones: Se especula que el conocimiento de la importancia de la buena postura durante las actividades de la vida diaria no fue efectivamente incorporado a los hábitos de los niños y adolescentes.
Abstract Objective: To evaluate the effects of a Postural Education Program (PEP) for children and adolescents eight months after its completion. Methods: 34 subjects were assigned to a Control Group (CG) or to an Experimental Group (EG). Only the EG participated in the PEP, but all the subjects were evaluated before, during and eight months after finishing the PEP. The assessment used three procedures: (1) static posture by photography; (2) dynamic posture by recording the execution of everyday activities (EAs); and (3) answering a questionnaire designed to evaluate the theoretical knowledge about the spine. In order to verify the differences between CG and EG and between the three studied periods the following tests were used: Mann-Whitney and Wilcoxon for comparing the scores of EAs and questionnaire, and chi-square to analyze the frequency of postural changes in CG and EG.Results: When evaluated immediately after its completion, the PEP had a positive effect on the posture of EAs and on the knowledge about the spine. The positive effect of the PEP was reduced eight months after its completion. Conclusions: It can be speculated that the awareness of the importance of good posture during EAs was not effec¬tively incorporated into the habits of the studied group.
Contido em Revista Paulista de Pediatria. São Paulo, Sociedade de Pediatria de São Paulo, 2011. Vol. 29, n. 4 (dez. 2011), p. 577-583.
Assunto Adolescente
Criança
Educação em saúde
Postura
[en] Health education
[en] Posture
[en] Students
[es] Educación en salud
[es] Estudiantes
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/67067
Arquivos Descrição Formato
000820863.pdf (334.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000820863-02.pdf (288.2Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.