Repositório Digital

A- A A+

“Liberado com cortes”: tática e estratégia no jornal Movimento no processo de liberação da censura prévia em 1978

.

“Liberado com cortes”: tática e estratégia no jornal Movimento no processo de liberação da censura prévia em 1978

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título “Liberado com cortes”: tática e estratégia no jornal Movimento no processo de liberação da censura prévia em 1978
Autor Manzano, Julia de Quevedo
Orientador Padrós, Enrique Serra
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Censura
Direitos humanos
Ditadura civil-militar
Imprensa alternativa
Repressão
Resistência cultural
[en] Alternative media
[en] Censorship
[en] Certeau, Michel de
[en] Civil-military dictatorship
[en] Human rights
[en] Movimento
[en] Repression
[en] Resistance
Resumo Esta pesquisa pretende-se um estudo preliminar sobre o período de liberação da censura prévia no jornal alternativo Movimento de maio até julho de 1978. A partir da análise do conteúdo das matérias sobre política no semanário, mais especificamente as matérias relacionadas às críticas ao regime e aos direitos humanos (tópicos bastante censurados), pretendo ver qual era o tipo de resistência presente nas suas páginas – quatro edições antes do final da censura e quatro edições após a queda da medida repressiva. Para o estudo, utilizarei os conceitos de Michel de Certeau, tática e estratégia. Enquanto a tática é chamada por De Certeau, de “a arte do fraco” e necessita aproveitar as brechas deixadas pelo outro, a estratégia possui um espaço próprio e pode ter um planejamento para acontecer. Além disso, pretendo ver o contexto do semanário, a forma na qual os conteúdos desses dois períodos se relacionavam e quais eram os grupos que ocupavam suas páginas, espaço que possuía vozes diversas.
Abstract This research aims at a preliminary study on the period of prior censorship release as seen in the alternative newspaper Movimento de Maio until July 1978. Based on the analysis of the content of stories focused on politics in the weekly paper, specifically on the stories related to criticism of the regime and to human rights (broadly censured topics), I aim at verifying what was the type of resistance present in this newspaper – four issues prior to the ending of censorship and four issues released after the fall of the repressive measure. To this end, the concepts coined by Michel de Certeau, tactics and strategy will be used in this study. While the tactics is defined by De Certeau as “the art of the weak” and needs to take advantage on the gaps left by the other, strategy has its own space, and may have its own planning in order to happen. Furthermore, the aim here is to see the context of this weekly paper, the way in which the contents on these two periods of time were related and what were the groups that occupied its pages, a space which held different voices.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/67216
Arquivos Descrição Formato
000872698.pdf (2.828Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.