Repositório Digital

A- A A+

Funções executivas em crianças com dificuldade de leitura

.

Funções executivas em crianças com dificuldade de leitura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Funções executivas em crianças com dificuldade de leitura
Autor Cimadon, Érica
Orientador Piccolo, Luciane da Rosa
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Neuropsicologia.
Assunto Compreensão da leitura
Criança
Função executiva
Resumo A habilidade da leitura compreende a passagem de um registro gráfico escrito para a sua significação, envolvendo desde a decodificação das letras até a análise de seu conteúdo, tornando, desta forma, possível a compreensão. Este estudo teve como objetivo verificar o desempenho em funções executivas em crianças com queixas de dificuldades de compreensão leitora, porém sem dificuldades na decodificação de palavras isoladas. Para tanto, foi analisado o desempenho em tarefas que avaliam funções executivas em crianças com queixa de dificuldade para compreender textos lidos e em crianças sem dificuldades de compreensão leitora em 59 crianças com idade média de 10,4 anos, estudantes de 2ª a 5ª série do ensino fundamental de 12 escolas da rede pública de Porto Alegre. Para o presente estudo, foram analisadas a tarefa de compreensão de leitura textual (Salles & Parente, 2004), a avaliação de leitura de palavras isoladas (Salles & Parente, 2002a, 2002b), a WASI (The Psychological Corporation, 1999) e as tarefas de funções executivas do NEUPSILIN-INF (Salles, Piccolo, Zama & Toazza, in press). Foram excluídas as crianças que apresentaram déficit intelectual (QI abaixo de 70 na escala WASI) e crianças com desempenho abaixo do percentil 2,5 na tarefa de LPI. Os participantes foram divididos em dois grupos (grupo com dificuldades de compreensão leitora e grupo sem dificuldade de compreensão leitora) de acordo com o desempenho na tarefa de compreensão textual. Comparando os desempenhos em ambos os grupos, ficou evidente que crianças com desempenho pobre em tarefa de compreensão leitora apresentaram diferença no desempenho nas tarefas de fluência verbal, sendo esta diferença mais significativa no subteste de fluência verbal ortográfica. Além disso, ficou evidente que crianças com boas habilidades de compreensão textual também apresentaram boas habilidades de reconhecimento de palavras.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/67242
Arquivos Descrição Formato
000869651.pdf (1.475Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.