Repositório Digital

A- A A+

Life cycle assessment in beef production in Brazil

.

Life cycle assessment in beef production in Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Life cycle assessment in beef production in Brazil
Outro título Avaliação de ciclo de vida na pecuária de corte brasileira
Autor Ruviaro, Clandio Favarini
Orientador Barcellos, Julio Otavio Jardim
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócio
Cadeia produtiva
Pecuária
Resumo O Brasil é o segundo maior produtor de carne do mundo e produziu 7,5 milhões de toneladas de equivalente carcaça em 2011. O sistema de produção está baseado na utilização de pastagens, apresentando um variável índice de produtividade e tecnológico que incrementam a produção de carne bovina. A demanda mundial e, um consumidor mais consciente e atento à qualidade e segurança da diversidade de produtos disponíveis no mercado, tem contribuído para o estabelecimento de critérios sustentáveis de produção de alimentos e insumos. Neste contexto, este estudo descreve o resultado de uma pesquisa da literatura científica e dos documentos governamentais relacionados a aplicação da Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) à produção agrícola mundial como forma de captar o estado da arte na área e identificar as tendências e mecanismos de rotulagem e certificação de produtos praticados no mercado internacional. A fim de se manter como um importante exportador de alimentos e insumos, o Brasil precisa esforçar-se para adaptar as metodologias de ACV e da avaliação do impacto do ciclo de vida (AICV) às peculiaridades do país e desenvolver um inventário do ciclo de vida (ICV) aplicável aos sistemas agropecuários. Sem dúvida, há uma tendência no mercado pela demanda de produtos agrícolas diferenciados que impulsiona a adoção de procedimentos de certificação institucional que informe aos consumidores sobre a qualidade da composição e da sustentabilidade na produção de alimentos. Seguindo esta tendência dinâmica do mercado, a rastreabilidade na produção de carne e a ACV foram apontados como meios para alicerçar um poderoso instrumento analítico na avaliação dos impactos ambientais e garantir a sustentabilidade da produção de carne bovina na região da Amazônia Legal. A ACV constitui-se em uma metodologia complementar e útil para introduzir o conceito de ciclo de vida e possibilitar sugestões de melhoria com foco no meio ambiente. É necessário destacar a importância da ACV na cadeia produtiva da carne bovina devido ao mercado estar dando sinais claros de que o consumidor esta exigindo produtos que respeitem o meio ambiente. O esforço conjunto dos setores de produção e do governo brasileiro para implementar e viabilizar o processo de rastreabilidade é elemento chave para assegurar ao agronegócio uma posição de destaque no cenário internacional. Por último, usando o enfoque da ACV, foi analisada e quantificada a pegada de carbono por unidade funcional de um típico sistema de produção de carne no sul do Brasil. Isto foi obtido definindo-se 7 cenários de produção de carne a campo de maneira a atender o padrão de terminação dos animais conforme as exigências do mercado. Os resultados indicaram que a pegada de carbono, em uma fazenda produtora de carne bovina na região da fronteira oeste do Rio Grande do Sul, variou entre 18,47 a 37,18 kg CO2-e/kg de ganho de peso, num sistema de produção de ciclo completo incluindo o período de gestação das vacas e, de 13,6 a 32,1 kg CO2--e/kg de ganho de peso, excluindo as emissões das vacas prenhes. Por fim, concluiu-se que no Brasil ainda há deficiência de pesquisas consolidadas em relação ao desenvolvimento e aplicação da ACV em processos e sistemas de produção agrícola e pecuária, portanto, são amplas as possibilidades e oportunidades para a aplicação desta metodologia com resultados significativos.
Abstract Brazilian beef production is the second largest in the world and it produced 7.5 million tons carcass weight equivalent in 2011. Production systems are pasture-based, having variable production index and level of technology that increase beef cattle yields. Worldwide demand to set reliable environmental criteria for food and feed products has made consumers more conscious regarding the diversity of products, more attentive to its quality and security, and more concerned with the environmental aspects of production. In this context, this study describes the results of a search for scientific literature and government documents in relation to the application of Life Cycle Assessment (LCA) to agricultural products worldwide, as a way to capture state-of-the-art technology in the field and to identify the trends and drivers for labeling and certification requirements in international markets. In order to remain an important food and feed exporter, Brazil needs to make more efforts to adapt the methodologies of LCA and of Life Cycle Impact Assessment (LCIA) to the peculiarities of the country and to develop a life cycle inventory (LCI) applicable to Brazil’s agricultural systems. No doubt, there is a trend in the market for the demand of differentiated food products that leads to the adoption of institutional food certification procedures which provide information to the consumers concerning the composition quality and the environmental amiability of the food. Following these trends in the dynamic market, the traceability of beef cattle production and LCA was addressed as a way to provide a powerful analytical instrument to evaluate the environmental impacts of beef production and strengthen its sustainability in the Legal Amazon region. The LCA is a complementary and useful methodology to introduce the concept of the life cycle and allow for suggestions for improvement with an environmental focus. It is necessary to underline the importance of LCA in the beef cattle chain of production because the market is clearly signalling that consumers are demanding products that respect the environment. The joint effort of the production sectors and the government in Brazil to implement and facilitate the process of traceability is key to ensuring a prominent position in the international agribusiness scene. Latter, using an LCA approach, the carbon footprint per functional unit for a typical beef production in southern of Brazil was analyzed and quantified. This was attained defining a typical beef production system and using the scenario options to the required trend in the beef production. The results indicated that the carbon footprint for a cattle farm sampled from the western frontier region of Rio Grande do Sul State, ranged from 18.47–37.18 kg CO2-e/kg of live weight gain (LWG) for a complete beef system including the contribution of cows, calves, and steers, and from 13.6 to 32.1 Kg CO2-e/kg LWG excluding pregnant cow emissions. Finally, comprising all studies, it can be concluded that in Brazil continues to lack consolidated studies regarding the development of LCA in agricultural production processes and systems and that there are therefore a large number of possibilities and opportunities to apply this methodology with meaningful results.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/67543
Arquivos Descrição Formato
000873457.pdf (2.192Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.