Repositório Digital

A- A A+

Programas de atenção à saúde do recém-nascido: impacto sobre o perfil dos nascimentos no município de Pelotas - RS entre os anos de 2006-2010

.

Programas de atenção à saúde do recém-nascido: impacto sobre o perfil dos nascimentos no município de Pelotas - RS entre os anos de 2006-2010

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Programas de atenção à saúde do recém-nascido: impacto sobre o perfil dos nascimentos no município de Pelotas - RS entre os anos de 2006-2010
Autor Fonseca, Adriana Torres
Orientador Reis, Roberta Alvarenga
Co-orientador Maggi, Cátia Bauer
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão em Saúde UAB.
Assunto Atenção à saúde
Recém-nascido
Saúde da criança
Resumo O objetivo deste estudo foi descrever o impacto de programas de atenção à saúde do recém nascido sobre o perfil dos nascimentos no município de Pelotas – RS entre os anos de 2006-2010. Foi realizado um estudo com abordagem quantitativa, do tipo descritiva e documental, através do levantamento de dados e informações a respeito dos recém-nascidos no município de Pelotas-RS no período determinado. A aquisição de dados se deu em fontes como Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) e Sistema de Informações de Nascidos (SINASC). Verificou-se uma redução da natalidade no período observado, sendo que o número de nascidos vivos com baixo ou muito baixo peso ao nascer se mostraram crescentes. O número de consultas de pré natal igualmente mostrou-se decrescente, o número de partos hospitalares no município manteve-se na média verificada no período. O número de partos cesáreos apresentou um aumento a cada ano, o numero partos prematuros esteve em uma crescente, bem como o aumento da mortalidade neonatal, mortalidade neonatal precoce e mortalidade neonatal tardia. Com este estudo percebe-se que o perfil de nascimentos no município de Pelotas-RS apresenta-se ainda em desacordo com as reais necessidades encontradas na saúde, havendo a necessidade de maior investimento em ações educativas junto à família e a comunidade, dirigidas a situações-problemas específicas detectadas nas gestantes, ações que visem a eliminação definitiva da superlotação nas unidades neonatais sendo necessária uma avaliação das práticas assistenciais desenvolvidas e a correta realização de registros para que se possa obter estatísticas oficiais dignas de confiança.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/67630
Arquivos Descrição Formato
000869826.pdf (184.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.