Repositório Digital

A- A A+

A Política Nacional de Educação Permanente nas unidades básicas de pronto atendimento do município do Rio Grande, RS: dificuldades e facilidades

.

A Política Nacional de Educação Permanente nas unidades básicas de pronto atendimento do município do Rio Grande, RS: dificuldades e facilidades

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A Política Nacional de Educação Permanente nas unidades básicas de pronto atendimento do município do Rio Grande, RS: dificuldades e facilidades
Autor Meneses, Michele Neves
Orientador Rocha, Cristianne Maria Famer
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão em Saúde UAB.
Assunto Educação em saúde
Enfermagem
Sistema Único de Saúde
[es] Educación permanente en salud
[es] Enfermería de urgencia
[es] Gestión em salud
[es] Trabajadores
Resumo O complexo mundo do trabalho em saúde constitui-se em um sistema dinâmico, no qual o processo de educação em serviço deve ser instaurado como fonte de aprendizagem constante e permanente. O presente trabalho monográfico apresenta a comunicação científica de pesquisa que teve por objetivo analisar a percepção dos enfermeiros acerca da Educação Permanente em Saúde nas unidades básicas de pronto atendimento 24h do município do Rio Grande, RS. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo descritivo-exploratória. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com os profissionais atuantes na rede de urgência e emergência 24h fixa, sendo a apreciação dos dados realizada pela análise de conteúdo proposta por Minayo. Por meio da imersão e análise do corpus da pesquisa foram identificadas as seguintes categorias: a Percepção da Educação Permanente em Saúde pelos Enfermeiros atuantes nas unidades básicas de pronto atendimento 24h do município do Rio Grande, RS; as dificuldades encontradas pelos enfermeiros em relação à implantação da Política Nacional de Educação Permanente nas unidades básicas de pronto atendimento 24h do município do Rio Grande, RS; as facilidades encontradas pelos enfermeiros em relação à implantação da Política Nacional de Educação Permanente nas unidades básicas de pronto atendimento 24h do município do Rio Grande, RS e; as potencialidades da Política de Educação Permanente para a gestão dos serviços de saúde, em particular das unidades básicas de pronto atendimento 24h no município do Rio Grande, RS. A partir do diálogo estabelecido entre o campo empírico e os autores selecionados para o estudo, foi possível constatar que implementação da política de Educação Permanente em Saúde ainda é incipiente cujo processo de trabalho está mais embasado no conhecimento empírico, do que através da atualização de conhecimentos decorrentes da capacitação em serviço. Ainda, torna-se evidente que o processo de trabalho e educação são indissociáveis para que se potencialize recursos e interesses relacionados à capacitação profissional dos trabalhadores da área de urgência e emergência.
Resumen El complejo mundo del trabajo en salud está en un sistema dinámico en el que debe ser el proceso de educación en servicio presentado como una fuente de aprendizaje constante y permanente. La presente monografía presenta la comunicación de la investigación científica que tuvo como objetivo analizar la percepción de las enfermeras sobre la Educación Continua en Salud en la atención básica de urgencia las 24 horas de la ciudad de Río Grande, RS. Se trata de una investigación cualitativa, es un estudio descriptivo y exploratorio. Hemos llevado a cabo entrevistas semiestructuradas con profesionales que trabajan en la red 24h de atención de urgencia y de emergencia, y la evaluación de los datos fue realizada por el análisis de contenido propuesto por Minayo. Través de la inmersión y el análisis del corpus de la investigación se identificó las siguientes categorías: La percepción de la Educación Contínua en Salud de las enfermerias que trabajam en los servicios de urgencia 24 horas en el município de Rio Grande, RS; las dificultades encontradas por las enfermeras en relación con la aplicación de la Política Nacional de Educación Contínua en la atención básica de urgencia 24 horas en la ciudad de Rio Grande, RS; las facilidades encontradas por las enfermeras en relación con la aplicación de la Política Nacional de Educación Contínua en la atención básica de urgencia 24 horas en la ciudad de Rio Grande, RS; el potencial de la Política de Educación Contínua para la gestión de los servicios de salud básicos, en particular, de la atención básica de urgencia 24 horas en Rio Grande, RS. Desde el diálogo entre el campo empírico y los autores seleccionados para el estudio, se determinó que la aplicación de la política de Educación Permanente en Salud es aún incipiente y/o se produce implícitamente por la mayoría de los profesionales de la red de urgência e emergência. El proceso trabajo se basa más en el conocimiento empírico, que mediante la actualización de los conocimientos generados por la capacitación en servicio. Sin embargo, es evidente que el proceso de trabajo y la educación están estrechamente vinculados a los recursos de apalancamiento e intereses relacionados con la formación profesional de los trabajadores en ámbito de la urgencia y emergencia.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/67739
Arquivos Descrição Formato
000871331.pdf (430.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.