Repositório Digital

A- A A+

Financiamento público e gestão financeira em saúde nas Microrregiões de Pelotas e Santa Cruz do Sul, RS, nos anos de 2008 a 2010

.

Financiamento público e gestão financeira em saúde nas Microrregiões de Pelotas e Santa Cruz do Sul, RS, nos anos de 2008 a 2010

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Financiamento público e gestão financeira em saúde nas Microrregiões de Pelotas e Santa Cruz do Sul, RS, nos anos de 2008 a 2010
Autor Domingues, Renata de Marco
Orientador Rosa, Roger dos Santos
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão em Saúde UAB.
Assunto Financiamento em saúde
Gestão financeira
Recursos em saúde
Sistema Único de Saúde
Resumo O presente trabalho tem como objetivo analisar as características orçamentárias do gasto público em saúde nas microrregiões de Pelotas e Santa Cruz do Sul no estado do Rio Grande do Sul - RS nos anos de 2008 a 2010. Como isso, pretende-se quan-tificar o volume total de recursos transferidos para a saúde pelas esferas federal e estadual aos municípios, quantificar o volume total de recursos próprios e transferi-dos aplicados em saúde pelos municípios, verificar o grau de cumprimento da Emenda Constitucional nº 29/2000, determinar o gasto público em saúde por habi-tante segundo esfera governamental e discriminar quais subfunções orçamentárias da saúde foram mais expressivas. Essas informações serão obtidas a partir dos da-dos de domínio público do Sistema de Orçamentos Públicos em Saúde – SIOPS e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, e demonstradas através de tabelas os orçamentos de cada município das duas microrregiões. Através da análi-se dos dados no que tange a área da saúde em cada microrregião, foi possível per-ceber a ausência da homogeneização da distribuição da quantidade de recursos destinados pela União e pelo Estado aos municípios, bem como, constatar a impor-tância da descentralização para que a destinação das verbas seja de maneira ade-quada àquela população em específico, além da alimentação correta dos dados no SIOPS pelo gestor responsável, pois para garantir a universalidade, equidade e in-tegralidade é necessário a qualificação profissional do gestor público e a responsabi-lização social da população em fiscalizar e exigir melhoras na qualidade do atendi-mento em saúde de seu município.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/67743
Arquivos Descrição Formato
000871630.pdf (834.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.