Repositório Digital

A- A A+

Malformações congênitas multissistêmicas em um feto bovino abortado

.

Malformações congênitas multissistêmicas em um feto bovino abortado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Malformações congênitas multissistêmicas em um feto bovino abortado
Autor Bassuino, Daniele Mariath
Orientador Driemeier, David
Co-orientador Antoniassi, Nadia Aline Bobbi
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Aborto : Bovinos
Feto : Anormalidades
Malformacao congenita
Patologia veterinaria : Bovinos
[en] Abortion
[en] Bovine
[en] Multiple congenital malformations
Resumo Anomalias congênitas são anormalidades estruturais e funcionais presentes ao nascimento, e frequentemente são o resultado de fatores ambientais, genéticos, ou ambos. Sua etiologia pode estar relacionada também a agentes infecciosos, como vírus, fatores hereditários, ingestão de plantas tóxicas ou agentes químicos. As anomalias congênitas geralmente ocorrem esporadicamente, mas podem também ocorrer na forma de surtos. O objetivo deste artigo é descrever as malformações congênitas múltiplas observadas em um feto bovino abortado. Um feto bovino foi enviado para o Laboratório de Patologia Veterinária da UFRGS para necropsia, análise histológica e exames complementares como bacteriologia, imunofluorescência direta para Leptospira sp. e imuno-histoquímica para o vírus da diarreia viral bovina (BVDV). O feto apresentou múltiplas alterações congênitas, tais como dextroposição da aorta e ausência da artéria pulmonar, estenose traqueal, um pulmão hipoplásico, múltiplos defeitos cardíacos, artrogripose, osteopetrose e ausência da falange média e dos dígitos acessórios nas patas dianteiras. Além disso, observaram-se sinais de distocia e um aumento no fígado, que mostrou superfície irregular, consistência firme e formação nodular. No exame histológico verificou-se acentuada fibrose hepática periportal. Todos os exames complementares foram negativos. Anomalias congênitas podem afetar apenas um órgão ou podem ser multissistêmicas devido a uma malformação de uma parte do corpo que conduz ao prejuízo de outra. Artrogripose frequentemente é causa de dificuldades ao parto, podendo estar relacionado com os sinais de distocia encontrados neste feto, sua etiologia é de difícil determinação. A Osteopetrose é uma anormalidade do sistema esquelético decorrente da falha na reabsorção do osso endocondral e cartilagem, e tem sido associada com infecções intra-uterinas por BVDV e com genes autossômicos recessivos da raça Angus. Defeitos cardíacos congênitos são relativamente raros em bovinos. Defeitos de septo ventricular e de transposição de grandes vasos são duas das anomalias cardiovasculares mais comuns em bovinos, podendo ocorrer individualmente ou em associação com outros defeitos cardíacos. Geralmente, essas malformações estão ligadas a fatores genéticos. Neste estudo, o animal apresentou diversos defeitos cardíacos que resultaram em alterações no desenvolvimento embrionário resultando em uma insuficiência cardíaca progressiva. Mudanças no fluxo do sangue causado por um defeito anatômico pode influenciar significativamente o desenvolvimento estrutural e funcional da circulação, resultando em alterações secundárias. Neste caso, o defeito primário é de difícil determinação, no entanto a hipoplasia pulmonar bilateral observada pode ser a consequência de uma diminuição do fluxo sanguíneo para os pulmões, devido à ausência da artéria pulmonar. Hipoplasia pulmonar é definida como o desenvolvimento incompleto dos pulmões, reduzindo o número de divisões da árvore bronquial e de alvéolos associados. A fibrose hepática acentuada predominantemente periportal observada neste estudo, foi correlacionada com insuficiência cardíaca congestiva, devido à malformação cardíaca e pulmonar verificada no feto, o que teria alterado o fluxo sanguíneo sistêmico. Sugere-se que o caso relatado se trate de uma malformação congênita de ocorrência esporádica, caracterizada por deformações múltiplas e associada a fatores genéticos não determinados.
Abstract Congenital anomalies are structural and functional abnormalities that are present at birth, and they are frequently the result of environmental or genetic factors or both. Their etiology may also be related to infectious agents, such as viruses, hereditary factors, or the ingestion of toxic plants or chemical agents. Congenital anomalies usually occur sporadically, but they also can occur as outbreaks. The objective of this paper is to describe the multiple congenital malformations observed in an aborted bovine fetus. A bovine fetus was sent to Laboratory Veterinary Pathology UFRGS for necropsy, histological analysis and complementary exams such as bacteriology, direct immunofluorescence for Leptospira sp. and immunohistochemistry for bovine viral diarrhea virus (BVDV). The fetus presented multiple congenital alterations, such as dextraposition of the aorta and absence of the pulmonary artery, tracheal stenosis, a hypoplastic lung, multiple heart defects, arthrogryposis, osteopetrosis, and the absence of the middle phalanx and accessory digits in the forelimbs. Furthermore, dystocia and enlargement of the liver were observed, the organ showed irregular surface, firm consistency and nodular formation. A histological exam verified the accentuated hepatic periportal fibrosis. All complementary exams were negative. Congenital anomalies can affect only one organ or can be multisystemic due to a malformation of one part of the body leading to the loss of another. Arthrogryposis can delay delivery, and signs of dystocia may be present in the resulting fetus. The etiology of arthrogryposis is difficult to determine. Osteopetrosis is a congenital skeletal anomaly caused by the failed resorption of cartilage and endochondral bone, and it has been associated with intrauterine BVDV infections, can also be associated with autosomal recessive genes in the Angus bovine breed. Congenital heart defects are relatively rare in cattle. Ventricular sept defects and transposition of the great vessels are two of the most common cardiovascular anomalies in bovines, and they can occur individually or in association with other heart defects. Generally, these malformations are linked to genetic factors. In this study, the animal presented with several conformational heart defects that resulted in embryonic development alterations in its structure or that resulted in progressive heart failure. Blood flow changes caused by an anatomic defect can significantly influence the structural and functional development of the circulation, resulting in secondary alterations. In this case, the primary defect is hard to determine, but the observed bilateral pulmonary hypoplasia may be the consequence of a blood flow decrease to the lungs because the pulmonary artery was absent. Pulmonary hypoplasia is defined as the incomplete development of the lungs, reducing the number of divisions of the bronchial tree and the associated alveoli. The accentuated hepatic fibrosis observed in this study, which was predominantly periportal, correlated with congestive heart failure due to the cardiac and pulmonary malformation observed in the fetus, which would have altered the systemic blood flow. It is suggested that the studied case is a congenital malformation of sporadic origin, characterized by multiple deformities associated with unknown genetic factors.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/67856
Arquivos Descrição Formato
000871451.pdf (716.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.