Repositório Digital

A- A A+

A configuração da cadeia produtiva da carne bovina na região norte do Estado do Mato Grosso : um estudo das perspectivas econômicas para os bovinocultores de corte

.

A configuração da cadeia produtiva da carne bovina na região norte do Estado do Mato Grosso : um estudo das perspectivas econômicas para os bovinocultores de corte

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A configuração da cadeia produtiva da carne bovina na região norte do Estado do Mato Grosso : um estudo das perspectivas econômicas para os bovinocultores de corte
Autor Xavier, Marcelo de Paula
Orientador Mielitz Netto, Carlos Guilherme Adalberto
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócios
Bovinocultura de corte
Cadeia produtiva
Carne bovina
Comercialização
Produção animal
Resumo Este trabalho buscou estudar as perspectivas econômicas para os bovinocultores de corte da região Centro-norte do Estado do Mato Grosso – neste estudo denominada de região Norte Mato-grossense – diante da configuração da cadeia produtiva da carne bovina local. Para tanto, foram estudados os doze municípios da região que estão situados acima do Paralelo 11, os quais possuem características semelhantes para a produção e comercialização de gado bovino (edafo-climáticas e comerciais). A pesquisa foi realizada, basicamente, em três etapas. Primeiramente, realizou-se um estudo exploratório, no intuito de se formar um panorama sobre a cadeia produtiva da carne bovina, na região. Então, a segunda etapa constituiu-se de um estudo de caso da região enfocada, com caráter exploratório, uma vez que a região é carente de estudos que investiguem a produção e a comercialização de gado. Finalmente, na terceira etapa, analisou-se os dados coletados. Além de mapear e caracterizar os 3 elos centrais da cadeia (Fornecedores de Insumos, Bovinocultores de Corte e Agroindústria Processadora), o estudo analisou as perspectivas econômicas para os bovinocultores de corte da região estudada, no que tange ao seu potencial de geração de lucros, fazendo uma comparação com outra região brasileira – o Noroeste do Estado do Paraná – que, tradicionalmente, possui uma vocação para a pecuária de corte. Para o estudo de caso em si, os dados primários foram provenientes de uma amostra composta por: 36 Bovinocultores de Corte; 3 Frigoríficos; 2 Matadouros; 3 Intermediários; 3 Secretarias Municipais da Agricultura; 12 Unidades Municipais da EMPAER-MT (Empresa de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural do Mato Grosso). Além disso, os dados secundários foram provenientes de várias fontes, principalmente das 12 Unidades Municipais do INDEA (Instituto de Defesa Agropecuária do Mato Grosso). As conclusões do estudo apresentam os pontos positivos e negativos da região estudada, principalmente no que se refere ao relacionamento dos bovinocultores de corte com os elos a jusante e a montante da cadeia. Nota-se que os produtores da região Noroeste do Paraná levam uma nítida vantagem – sobre os produtores da região estudada – no que tange ao preço dos insumos básicos para a produção de gado, bem como ao próprio preço final dos produtos (gado gordo). Não obstante, no cômputo geral da margem de contribuição, os bovinocultores de corte da região estudada têm boas perspectivas econômicas devido principalmente ao menor preço relativo das terras e ao preço da matéria prima (gado).
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/6820
Arquivos Descrição Formato
000447520.pdf (3.562Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.