Repositório Digital

A- A A+

Tratamento emergencial do choque em felinos domésticos

.

Tratamento emergencial do choque em felinos domésticos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tratamento emergencial do choque em felinos domésticos
Autor Silva, Camila Reichak da
Orientador Costa, Fernanda Vieira Amorim da
Co-orientador Macedo, Aline Schafrum
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Choque : Pequenos animais
Choque cardiogênico
Choque hipovolêmico
Emergências clínicas : Pequenos animais
Felinos
Pequenos animais : Clinica veterinaria
[en] Cat
[en] Clinical approach
[en] Emergency
[en] Hypoperfusion
Resumo Choque é considerado uma síndrome caracterizada por um déficit na perfusão e oxigenação tecidual, resultando em alteração no metabolismo e morte celular e mau funcionamento ou falência de órgãos, podendo evoluir para a morte do animal. Felinos apresentam várias diferenças fisiológicas se comparados aos caninos, que são determinantes para explicar as distinções nas respostas apresentadas pelas duas espécies em frente ao choque. Dentre essas diferenças estão o volume circulante inferior, a estimulação vagal em resposta a hemorragias levando ao desenvolvimento de bradicardia, a maior sensibilidade à hipotermia e a ausência de contração esplênica efetiva. A avaliação inicial do paciente em choque deve ser realizada concomitantemente com agressivo suporte básico de vida proporcionando-lhe adequada assistência cardíaca e respiratória. O objetivo do tratamento do choque é maximizar o fornecimento de oxigênio aos tecidos através da oxigenioterapia, administração de fluido para restauração do volume circulante e administração de drogas vasoativas para o restabelecimento da pressão arterial e do débito cardíaco. Além disso, o controle da dor e o reaquecimento do paciente são de extrema importância para a sua recuperação. Agentes alcalinizantes como o bicarbonato de sódio devem ser empregados para combater a acidose metabólica proveniente do metabolismo anaeróbico tecidual e antibioticoterapia e terapia anti-inflamatória devem ser consideradas. Ademais, a monitoração de parâmetros tais como perfusão tecidual, débito cardíaco, pressão arterial e pH sanguíneo é extremamente valiosa para a avaliação da recuperação do paciente. A sobrevivência dos pacientes em choque pode ser reforçada por uma melhor compreensão dos processos fisiopatológicos e pelo reconhecimento precoce do quadro clínico, pelo conhecimento das indicações terapêuticas e sua instantânea aplicação e pela utilização das diversas técnicas para o monitoramento destes. Para tanto, o presente trabalho tem como objetivo abordar os mecanismos de resposta fisiológica do felino ao choque, apresentando as particularidades desta espécie, para que a partir destas informações possam-se definir as melhores atitudes para o seu tratamento, visando aumentar as chances de sobrevivência do paciente felino frente a esta síndrome.
Abstract Shock is considered a syndrome characterized by a deficit in tissue perfusion and oxygenation, resulting in changes in cell metabolism and cell death and organ malfunction or failure that may progress to the animal’s death. Cats have several physiological differences when compared to dogs, which are crucial to explain the distinctions in the responses presented by the two species when in shock. The differences include the lower blood volume, vagal stimulation in response to hemorrhage leading to the development of bradycardia, increased sensitivity to hypothermia and absence of effective splenic contraction. The initial evaluation of the patient in shock should be performed concomitantly with aggressive basic life support, providing appropriate cardiac and respiratory assistance to the patient. The goal of treatment of shock is to maximize oxygen delivery to tissues by oxygen therapy, fluid administration to restore blood volume and administration of vasoactive drugs to restore blood pressure and cardiac output. In addition, pain control and rewarming of the patient are extremely important to their recovery. Alkalizing agents such as sodium bicarbonate must be employed to combat metabolic acidosis coming from the anaerobic metabolism tissue and antibiotics and anti-inflammatory medications should be considered. Moreover, monitoring of parameters such as tissue perfusion, cardiac output, blood pressure and blood pH is extremely valuable for assessing the patient's recovery. The survival of patients in shock can be enhanced by a better understanding of pathophysiological processes and the early recognition of the clinical condition, knowledge of therapeutic use and use of various techniques for monitoring these patients. To this end, this paper aims to address the mechanisms of the cat’s physiological response to shock, showing the particulars of this specie, to define the best ways to treat them in order to increase the chances of survival of the feline patient with this syndrome.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/69651
Arquivos Descrição Formato
000873888.pdf (404.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.