Repositório Digital

A- A A+

Contenção Mecânica em pediatria : uma forma de violência institucional

.

Contenção Mecânica em pediatria : uma forma de violência institucional

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Contenção Mecânica em pediatria : uma forma de violência institucional
Autor Marques, Camila Ruszkovski
Orientador Algeri, Simone
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Enfermagem pediátrica
Segurança do paciente
[en] Descriptors on science and health (DeCS) and MeSH (medical subject headings): seclusion and restraint
[en] Hospitalized children
[en] Legislation
[en] Patient safety
[en] Physical restraint
Resumo A contenção mecânica é utilizada na pediatria para impossibilitar que o paciente se mova ou que interrompa o tratamento proposto pela equipe. É uma questão importante, pois envolve questões éticas e legais uma vez que a criança tem direitos assegurados pela legislação vigente e deve ser conhecida e respeitada pelos profissionais da saúde. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi identificar se a contenção pode ser considerada uma forma de violência infantil a nível institucional. FONTE DE DADOS: O estudo é uma revisão integrativa, cuja metodologia é preconizada por Cooper (1982). A amostra é composta por sete artigos inseridos nas bases de dados PubMed, Scielo, Periódicos CAPES e LILACS, publicados entre os anos de 1998 a 2011, nos idiomas inglês, português e espanhol. SÍNTESE DOS DADOS: Identificou-se como resultados a possibilidade da contenção ser caracterizada como uma forma de violência infantil institucional. Podem ser expressos pelos seguintes achados: 1- Tipos de contenção utilizados, 2- Conseqüências do uso, 3- Justificativas para a utilização, 4- Escassez de estudos acerca da temática e 5- Medidas alternativas. CONCLUSÕES: A atuação do profissional de saúde em relação à contenção mecânica em pediatria está associada à diminuição das conseqüências. Assim, faz-se necessária que haja uma reflexão sobre a forma como está sendo utilizada no cuidado à criança. O conhecimento dos profissionais da saúde é essencial para permitir que a técnica de contenção seja utilizada de maneira adequada quando se fizer necessário o emprego da mesma.
Abstract The mechanical restraint is used in pediatrics to make it impossible for the patient to move or discontinue treatment proposed by staff. It is an important issue because it involves ethical and legal issues once the child has rights guaranteed by law and must be known and respected by health professionals. OBJECTIVE: The aim of this study was to identify whether the restraint can be considered a form of child abuse at the institutional level. DATA SOURCES: The study is an integrative review, whose methodology is recommended by Cooper (1982). The sample consists of seven articles included in PubMed, SciELO, and LILACS CAPES Journals published between the years 1998 to 2011, in English, Portuguese and Spanish. DATA SYNTHESIS: It was identified as the possibility of contention outcomes be characterized as a form of child abuse institutional. Can be expressed by the following findings: 1 - Types of restraint used, 2 - Consequences of use, 3 - Reasons to use 4 - Shortage of studies about the theme and 5 - Alternative measures. CONCLUSIONS: The role of health professionals in relation to pediatric mechanical restraint is associated with decreased consequences. Thus, it is necessary that there be a reflection on how it is being used in child care. Knowledge of health professionals is essential to allow the restraint technique is used appropriately when necessary the use of the same.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/69746
Arquivos Descrição Formato
000872967.pdf (963.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.