Repositório Digital

A- A A+

Displasia de cotovelo em cães

.

Displasia de cotovelo em cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Displasia de cotovelo em cães
Autor Boss, Mariana Zacouteguy
Orientador Alievi, Marcelo Meller
Co-orientador Gonzalez, Paula Cristina Sieczkowski
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Aparelho locomotor : Doenca animal
Cães
Cirurgia veterinaria : Caes
Cotovelo : Ferimentos e lesoes
Displasia
Osteocondrose
[en] Elbow dysplasia
[en] Osteoarthritis
Resumo A displasia de cotovelo é a anormalidade de desenvolvimento da articulação úmero-rádio-ulnar. Ela pode ser causada por várias afecções como FPC, OCD, NUPA e IA. Sua etiologia não é bem compreendida, mas sugere-se que a causa seja osteocondrose e incongruência articular. Os animais afetados são cães jovens de grande a médio porte com idade entre 4 e 8 meses de idade. Por possuir características poligênicas exercendo influências genéticas consideráveis, colocar em prática um programa de seleção reprodutiva é fundamental, como já é realizado na displasia coxofemoral. Os sinais clínicos são sutis ou ausentes nos estágios iniciais, e freqüentemente se apresentam de forma bilateral. Contudo, independente do tratamento, conservador ou cirúrgico, é importante que o proprietário tenha conhecimento da característica progressiva da doença, cuja evolução levará inevitavelmente à osteoartrose. O diagnóstico rotineiramente ainda é realizado através de radiografia. Porém, para visualizar a IA, a TC é considerada mais sensível. Quando o objetivo é diagnosticar OCD e FPC, a artroscopia é o método de eleição, visto que a exploração da superfície articular é mais completa, há menores riscos de lesões iatrogênicas e pode-se, através do mesmo procedimento, realizar o tratamento removendo os fragmentos soltos quando existirem. O tratamento depende basicamente da idade do paciente e dos graus de incongruência e osteoartrose.
Abstract Elbow dysplasia is the abnormal development of the humerus, radio-ulnar. It can be caused by various diseases such as FPC, OCD, and NUPA IA. Its etiology is not well understood, but it is suggested that the cause is osteochondrosis and joint incongruity. Affected animals are young dogs of large to medium aged between 4 and 8 months old. Due to its polygenic characteristics exerting considerable genetic influences, implementing a selective breeding program is essential, as it is being done in hip dysplasia. The clinical signs are subtle or absent in early stages and often present bilaterally. However, independent of treatment, conservative or surgical, it is important that the owner has knowledge of the characteristic progression of the disease, whose evolution will inevitably lead to osteoarthritis. The diagnosis is still performed routinely by radiography, but, to see the IA, CT is considered more sensitive. When the goal is to diagnose OCD and FPC, arthroscopy is the preferred method, since the scanning of the articular surface is more complete, there is less risk of iatrogenic, and can be used the same procedure to perform the treatment, removing the loose fragments, if there are any. The treatment depends basically on age of the patient and degree of the joint incongruity and osteoarthritis.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/69799
Arquivos Descrição Formato
000872966.pdf (509.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.