Repositório Digital

A- A A+

Condrodisplasia tipo dexter em fetos bovinos abortados

.

Condrodisplasia tipo dexter em fetos bovinos abortados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Condrodisplasia tipo dexter em fetos bovinos abortados
Autor Wurster, Fabiana
Orientador Driemeier, David
Co-orientador Antoniassi, Nadia Aline Bobbi
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Aborto : Bovinos
Anomalias congênitas
Condrodisplasia
Consanguinidade
Feto : Doencas
Patologia veterinaria : Bovinos
[en] Bovine
[en] Chondrodysplasia
[en] Consanguinity
[en] Jersey
Resumo Condrodisplasia é uma anomalia congênita relacionada aos defeitos dos genes que controlam o condrogênese. Esta anomalia é descrita em muitas raças de bovinos e acasalamentos consanguíneos aumentam a probabilidade de desenvolvimento de traços defeituosos. Existem três síndromes distintas conhecidas: Dexter, Telemark e tipo braquicéfalo. A condrodisplasia tipo Dexter está associada a um gene dominante incompleto, que ocorre em Dexter e raças Holstein com mais freqüência, ainda Charolês e Jersey também podem ser afetadas. Existem três fenótipos reconhecidos nesta forma da doença: marcada discondrodisplasia, com abortamento antes do sétimo mês de gestação (monster Dexter), em homozigotos dominantes; condrodisplasia com encurtamento dos membros em heterozigotos; e animais normais em homozigotos recessivos. O objetivo deste artigo é descrever a condrodispladia tipo Dexter observado em dois fetos bovinos analisados pelo Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (SPV-UFRGS). A necropsia de dois bezerros abortados foi realizada pela SPV-UFRGS. O Feto 1 não possuía dados, nem a história clínica. O Feto 2, era um bezerro da raça Jersey, e estava no último terço da gestação, era procedente de uma propriedade com Jersey e mini-Jersey no rebanho. A monta natural foi utilizada para a reprodução, utilizando apenas um touro. As alterações macroscópicas observadas nos dois fetos foram semelhantes e caracterizaram-se por encurtamento dos membros, crânio arredondado e relativamente maior que o corpo, focinho curto, prognatismo inferior e protrusão da língua. Havia também hérnia abdominal com eventração. No Feto 2 foram observadas ainda, espinha bífida e palatosquise. No exame histológico foram observadas, em ambos os fetos, extensas áreas de cartilagem imatura; os condrócitos do tecido ósseo do fêmur não estavam organizados em placas de crescimento distintas, a metáfise estava marcadamente curta e as trabéculas ósseas espessas com ocasionais ilhas cartilaginosas. O exame de imuno-histoquímica (IHQ) para detecção de Diarreia Viral Bovina (BVDV) foi negativo. As alterações macroscópicas e microscópicas em ambos os fetos eram compatíveis com condrodisplasia tipo "monster Dexter". Tais alterações, associados com homozigotos dominantes, são devido a um defeito na ossificação endocondral, com pouco crescimento no comprimento dos ossos longos, por sua vez, a ossificação intramembranosa sob o periósteo continua a crescer contribuindo para o volume anormal e crescimento dos ossos. Tal diferença é claramente observada quando o tamanho da cabeça é comparado com o resto do corpo. À medida que os ossos do crânio dependem basicamente da ossificação intramembranosa, eles são geralmente maior do que o resto do corpo. O resultado negativo do IHC para BVDV mostra que este agente, conhecido como causa de malformações congênitas, não foi associado com as anomalias observadas. Segundo outros pesquisadores, esta baixa freqüência de agentes virais como responsáveis pelas anomalias congênitas foi observado anteriormente em bovinos do sul do Brasil. Embora a condrodisplasia do tipo Dexter possa ser considerada ocasional, ela pode causar prejuízos consideráveis. A prevenção com introdução de novos reprodutores e aumento da diversidade genética no rebanho é o principal método a ser adotado pelo produtor para evitar maiores perdas.
Abstract Chondrodysplasia is a congenital anomaly related to defects of the genes that control the chondrogenesis. This anomaly is described in many breeds of cattle and consanguineous matings increases the likelihood of developing defective traits. There are three distinct syndromes known: Dexter, Telemark and Brachycephalic type. The chondrodysplasia Dexter type syndrome is associated to an incompletely dominant gene, which occurs in Dexter and Holstein breeds more frequently, yet Charolais and Jersey can also be affected. There are three recognized phenotypes in this form of disease: severe achondroplasia, with abortion before the seventh month of gestation (monster Dexter), when related to dominant homozygous; chondrodisplasia with limbs shortening, when heterozygous; and normal animals, when recessive homozygous. The objective of this paper is to describe Dexter chondrodysplasia observed in two bovine fetuses examined by the Setor de Patologia Veterinária from Universidade Federal do Rio Grande do Sul (SPV-UFRGS). The necropsy of two aborted bovine calves was performed by the SPV-UFRGS. The Fetus 1 did not have data, neither clinical history. The Fetus 2, a Jersey breed calf, was in the last third of gestation and came from a property with Jersey and mini-Jersey herd. Natural mating was used for reproduction, with only one bull. Macroscopic alterations observed in both fetuses were characterized by shortened limbs, rounded and disproportionate skull, short snout, undershot jaw, tongue protrusion and abdominal hernia with eventration. In the second fetus was also observed spina bifida and palatoschisis. Microscopically, in both fetuses were observed extensive areas of immature cartilage, chondrocytes of the femur’s bone tissue were not organized in recognizable growth plates, the metaphysis was markedly shortened and consisted in short bone trabeculae with occasional cartilage isles. Immunohistochemistry (IHC) to detect bovine viral diarrhea virus (BVDV) was negative. The macroscopic and microscopic alterations in both fetuses were compatible with chondrodysplasia “monster Dexter” type. Such alterations, associated with dominant homozygotes, are due to defective endochondral ossification with little growth in the length of long bones, meanwhile intramembranous ossification beneath the periosteum keeps growing and contributing to the abnormal volume and growth of the bones. Such difference is clearly observed when the size of the head is compared with the rest of the body. As the skull bones depends basically on intramembranous ossification, they are generally bigger than the rest of the body. The negative result of IHC to BVDV shows that this agent, known as the cause of congenital malformation did not have association with the anomalies observed. According to other researchers, this low frequency of viral agents as responsible for congenital anomalies was observed previously in cattle from the south of Brazil. Although Dexter chondrodysplasia can be considered of occasional occurrence, it can be responsible for considerable damage. As an abnormality with hereditary nature and consanguinity is the main reason to its occurrence, prevention is the main method to be adopted by the producer to avoid bigger loses.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/69800
Arquivos Descrição Formato
000872992.pdf (630.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.