Repositório Digital

A- A A+

O atendimento educacional especializado: AEE e a prática pedagógica

.

O atendimento educacional especializado: AEE e a prática pedagógica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O atendimento educacional especializado: AEE e a prática pedagógica
Autor Linkievicz, Lúcia Maria Melo
Orientador Rozek, Marlene
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de especialização educação especial: processos inclusivos.
Assunto Atendimento especializado
Formação
Prática docente
Professor
Resumo A presente investigação tem como temática os processos pedagógicos na interlocução do docente da Sala de Recursos Multifuncional – AEE, com professores da classe regular e familiares. A prática docente no AEE está envolvida em ações que exigem interação voltada à formação dialógica dos sujeitos que protagonizam a inclusão escolar. Neste sentido, buscou-se conhecer como ocorre esta prática docente no AEE no contexto de 10 escolas da Rede Municipal de Ensino de Gravataí, considerando as especificidades do aluno, da família e dos professores, com o objetivo de compreender os processos pedagógicos na interlocução do docente da sala de recursos multifuncional - AEE com professores da classe regular e familiares, analisando as perspectivas e/ou alternativas de avanços na prática pedagógica desenvolvida no AEE, considerando os documentos normativos na implementação do Atendimento Educacional Especializado e a história da Educação Inclusiva. A pesquisa caracteriza-se com abordagem qualitativa e exploratória e o instrumento utilizado para a coleta de dados foi um Questionário semiestruturado com onze questões. A perspectiva metodológica utilizada para analisar os questionários foi a Análise Textual Discursiva (MORAES; GALIAZZI, 2007). Os escritos das 10 professoras foram analisados e entrelaçados ao estudo teórico desta pesquisa, buscando compreender a prática docente no AEE quanto ao trabalho em relação ao aluno, ao professor do ensino regular, aos familiares, bem como a observância às normas e parâmetros das Políticas Públicas da Educação Inclusiva no AEE. Os resultados indicam que a prática docente no AEE no Município de Gravataí está em processo crescente. As 10 escolas pesquisadas atuam há mais de 2 anos com o AEE e seguem a proposta governamental, realizando encontros e formações para professores e pais. Mesmo assim, mostram-se com alguns entraves em relação aos professores do ensino regular, pois estes não se sentem preparados para receber o público alvo da Educação Especial; da mesma forma, percebe-se professores relutantes em usar técnicas e atividades diferenciadas; há dificuldades nos encaminhamentos e orientações com os professores do ensino regular e na interlocução com a gestão escolar e com familiares. Estes entraves afetam a inclusão dos alunos com deficiência no ensino regular, mostrando ser um processo delicado e complexo, por vários motivos, os quais destacamos: despreparo acadêmico, preconceito, motivos políticos, inconformidades com as políticas públicas e desconhecimento das deficiências e, principalmente, dificuldade de interlocução/diálogo.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/69854
Arquivos Descrição Formato
000875068.pdf (703.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.