Repositório Digital

A- A A+

Formas de amenizar o anestro pós-parto

.

Formas de amenizar o anestro pós-parto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Formas de amenizar o anestro pós-parto
Autor Auler, Vinícius Cima
Orientador Borges, Joao Batista Souza
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Anestro
Desmame interrompido : Bovinos
Manejo animal
Pos-parto
Producao animal : Bovinos
Resumo Este trabalho aborda a forma de manejo do gado de cria praticada no estado do Rio Grande do Sul e reforça as técnicas disponíveis para obter um incremento na produtividade do rebanho. O fator fisiológico denominado anestro pós-parto, que corresponde ao período de recuperação da prenhez passada, varia em torno de 30 a 110 dias, essa variação é decorrente da época de parição, condição corporal, idade, aporte nutricional, amamentação, entre outros. O mecanismo anovulatório mediado pelo estímulo da mamada permanece como principal problema no manejo de rebanho de corte, estudos foram conduzidos para verificar mecanismos pelos quais a mamada do terneiro atenua a secreção de gonadotropinas e estende o intervalo anovulatório pós-parto; relatos indicam que o estimulo tátil da área inguinal, a visão, o olfato, possuem efeito supressivo na ovulação. De posse dessas informações desenvolveu-se técnicas de manejo para amenizar a influência da amamentação no anestro, entre elas o desmame precoce, que consiste na remoção do terneiro com 60 a 90 dias de idade, recomenda-se esse manejo para primíparas e vacas com baixa condição corporal; o desmame interrompido supre o efeito da mamada temporariamente, 48 a 72 horas ou 11 a 14 dias, recomendado para vacas com moderada condição corporal. Alem do uso dos manejos da amamentação desenvolveu-se protocolos hormonais para indução da ciclicidade e ovulação para vacas em anestro, os quais podem ser associados aos manejos. Essas práticas visam reduzir o anestro pós-parto e possibilitar uma maior produção no rebanho de cria.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/69878
Arquivos Descrição Formato
000872273.pdf (419.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.