Repositório Digital

A- A A+

Fisioterapia como adjuvante ao tratamento da união óssea retardada

.

Fisioterapia como adjuvante ao tratamento da união óssea retardada

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fisioterapia como adjuvante ao tratamento da união óssea retardada
Autor Rosa, Pedro Henrique Reinhardt da
Orientador Alievi, Marcelo Meller
Co-orientador Gonzalez, Paula Cristina Sieczkowski
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Cicatrização óssea
Cirurgia veterinaria : Tecnicas
Fisioterapia veterinária
Ortopedia animal
Tratamento terapeutico
[en] Bone healing
[en] Delayed union
[en] Physiotherapy
Resumo A união óssea retardada se caracteriza quando o tempo de consolidação óssea ultrapassa àquele normalmente observado para determinado tipo de fratura, embora a atividade osteogênica se mantenha preservada. Fraturas de ossos longos são comumente afetadas por esse tipo de complicação, sendo que fatores como manipulação excessiva e instabilidade do foco de fratura, infecções, aporte sanguíneo deficiente, lesão dos tecidos moles adjacentes e, principalmente, erros na escolha do método de osteossíntese e na técnica cirúrgica utilizada. Os animais acometidos apresentam dor, atrofia muscular e dificuldade em apoiar o membro. O diagnóstico é realizado através dos sinais clínicos e do exame radiográfico. O tratamento pode ser cirúrgico, com a substituição do método de fixação e o uso de enxertos ósseos. Entretanto, a fisioterapia vem sendo cada vez mais utilizada como método alternativo de tratamento, promovendo o desenvolvimento do calo ósseo e aceleração do processo de cicatrização óssea. Este estudo tem como objetivo, através de uma revisão bibliográfica, abordar os principais métodos fisioterapêuticos utilizados no tratamento da união óssea retardada em pequenos animais.
Abstract The union delayed bone is characterized when the time exceeds bone healing to that normally observed for a given type of fracture, although the osteogenic activity remains preserved. Fractures of long bones are commonly affected by this type of complication, and that factors such as excessive manipulation and instability of the fracture, infections, poor blood supply, injury to adjacent soft tissues, and especially errors in choosing the method of fixation and surgical technique used. The affected animals have pain, muscle atrophy and difficulty supporting member. The diagnosis is made by clinical signs and radiographic examination. The treatment may be surgical replacement with the method of attachment and use of bone grafts. However, the therapy is being increasingly used as an alternative method of treatment, promoting the development of callus and acceleration of bone healing process. This study aims, through a literature review addressing the key methods used in physiotherapy treatment of delayed bone union in small animals.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/69880
Arquivos Descrição Formato
000872307.pdf (573.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.