Repositório Digital

A- A A+

CIAPS : um olhar sobre as relações entre a clínica e a escola

.

CIAPS : um olhar sobre as relações entre a clínica e a escola

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título CIAPS : um olhar sobre as relações entre a clínica e a escola
Autor Brito, Mariana Pires
Orientador Bridi, Fabiane Romano de Souza
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de especialização educação especial: processos inclusivos.
Assunto Atendimento especializado
Inclusão escolar
Resumo Neste trabalho, investiguei as concepções acerca da inclusão escolar de crianças e adolescentes com comprometimento psíquico devido a um Transtorno global do desenvolvimento (TGD) e/ou Deficiência intelectual (DI) que frequentam o Centro Integrado de Atenção Psicossocial (CIAPS), do Hospital Psiquiátrico São Pedro, na cidade de Porto Alegre. Busquei identificar as relações existentes entre o serviço e as escolas frequentadas pelos pacientes, partindo do pressuposto de que a escola exerce uma função constitutiva para esses sujeitos. Nas questões que orientaram o desenvolvimento da pesquisa dei prioridade às relações que se estabelecem entre a proposta de trabalho articulada em rede, que rege o espaço terapêutico analisado, e a valorização da inclusão escolar. Este estudo tem como referência as áreas da educação especial e da saúde mental, com ênfase nos movimentos que defendem a inclusão dos sujeitos na sociedade. Quanto ao plano metodológico, priorizei os pressupostos da abordagem qualitativa da investigação, evidenciados no contexto investigado. Analisei os documentos norteadores do serviço, o número de crianças atendidas, a modalidade escolar em que estão inseridas e os discursos dos profissionais a respeito das possibilidades de escolarização dessas crianças. Dessa forma, realizei entrevistas semiestruturadas com quatro profissionais das diferentes áreas que trabalham no ambulatório. A produção analítica feita a partir das relações entre psicanálise e educação. O desenvolvimento do trabalho retrata a dificuldade de se efetivarem os processos de inclusão escolar na medida em que a maioria dos pacientes, que são atendidos no serviço e que manifestam maior comprometimento, frequentam espaços escolares, mas em turmas ou em escolas especiais; estão à margem da sociedade, pois não existe ainda uma ação coletiva por parte do serviço que tenha a intenção de modificar essa realidade. O trabalho articulado em rede, previsto nos documentos normativos da instituição, de fato se constitui e contribui de forma favorável ao serviço realizado, porém a participação da escola se manifesta de forma tímida nesse processo. Observei que as concepções a respeito das possibilidades de escolarização das crianças são plurais apesar de haver uma tendência à defesa da escolarização desses pacientes em escolas ou classes especiais. A discussão a respeito da inclusão dessas crianças em escolas regulares ainda não ocupa um lugar efetivo na realização desse serviço em rede, o que indica a existência de pontos frágeis na relação entre o CIAPS e as escolas.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/69900
Arquivos Descrição Formato
000874714.pdf (441.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.