Repositório Digital

A- A A+

Spread bancário no Brasil : o debate Banco Central e FEBRABAN

.

Spread bancário no Brasil : o debate Banco Central e FEBRABAN

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Spread bancário no Brasil : o debate Banco Central e FEBRABAN
Autor Vaqueiro, Pablo D’Avila
Orientador Lima, Antonio Ernani Martins
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Banco Central do Brasil.
Brasil
Federação Brasileira de Bancos.
Mercado financeiro
Sistema financeiro
[en] Brazilian banks
[en] High profits
[en] Spread
Resumo No Brasil, o debate sobre a rentabilidade bancária tem ganhado destaque na sociedade, sob o argumento de serem muito elevados. Diante disso, vários estudos têm avaliado a composição do spread a fim de se entender os fatores que justificam lucros recordes das instituições bancárias brasileiras nos últimos anos. Este estudo tem como objetivo apresentar a atual discussão sobre o spread bancário brasileiro sob os pontos de vista do Banco Central do Brasil (BCB) e das instituições financeiras do Sistema Financeiro Nacional, representadas pela Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN). Onde de um lado a Federação bancária alega que para que haja redução do spread, é necessária a diminuição de seus custos das operações de crédito, dentre eles: a tributação (impostos sobre operações de crédito sobre o lucro das instituições financeiras), além do aumento das garantias disponibilizadas pelos tomadores para mitigação de riscos de crédito. Do outro o Banco Central afirma que o país possui todas as condições necessárias para que os bancos brasileiros deixem de apresentar as maiores taxas de spread do mundo.
Abstract In Brazil, the debate on bank profitability has gained prominence in society, based on the very high margins. Therefore, several studies have evaluated the composition of the spread in order to understand the factors that justify record profits of banks in Brazil. This study aims to present the current discussion about the Brazilian banking spread in the views of the Central Bank of Brazil (BCB) and of the financial institutions of the financial system, represented by the Brazilian Federation of Banks (Febraban). Where on one side to the Federation argues that, for any reduction of the spread, it is necessary to decrease their costs, including: taxation (tax credit transactions on profit financial institutions), in addition to increasing the guarantees provided by borrowers to mitigate the credit risk. On the other side Central Bank says the country has all the conditions necessary for Brazilian banks start decreasing the highest rates of profit in the world.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/69949
Arquivos Descrição Formato
000875467.pdf (984.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.