Repositório Digital

A- A A+

Análise da evolução da competitividade e da inserção externa do complexo soja brasileiro

.

Análise da evolução da competitividade e da inserção externa do complexo soja brasileiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise da evolução da competitividade e da inserção externa do complexo soja brasileiro
Autor Zemolin, Evandro Marcos
Orientador Henkin, Helio
Data 2013
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Brasil
Competitividade
Exportação
Produto agrícola
Soja
[en] Competitiveness
[en] Export
[en] Indicators
[en] Production
[en] Soybean complex
Resumo O enfoque das análises apresentadas neste estudo concentra-se na oferta e demanda da soja em seus três estados básicos, que possuem as características de padronização aceitas mundialmente na comercialização dessas commodities. São eles, a soja em grãos e os derivados gerados após o esmagamento, farelo de soja e óleo bruto. Existem atualmente três grandes produtores e exportadores de produtos do complexo soja, Estados Unidos, Brasil e Argentina, que concentram o fornecimento mundial dessa matéria-prima. Este estudo busca analisar os fatores que explicam o expressivo crescimento da produção, esmagamento e exportação brasileira observados nos últimos anos. O desempenho brasileiro é comparado ao de seus principais concorrentes através de indicadores de competitividade, tais como: custos, produtividade e capacidade de penetração no mercado externo, buscando identificar os elementos que indicam as vantagens e limitações do Brasil frente à Argentina e aos Estados Unidos. As análises indicam que a produção e exportação brasileira de soja, especialmente do produto em grãos, são competitivas, dado o alto grau de penetração no mercado externo, que absorve aproximadamente dois terços da produção nacional. A disponibilidade terras com clima e topografia favorável ao cultivo e o uso intensivo de tecnologia são os fatores competitivos mais evidentes.
Abstract The focus of the analysis presented in this study focuses on the supply and demand of soybean in its three basic states, which have the characteristics of standardization accepted worldwide in the marketing of these commodities: they are the soybeans and derivatives generated after crushing, soybean meal and crude oil. There are currently three major producers and exporters of soy, United States, Brazil and Argentina, which concentrate the world's supply of this raw material. This study assesses the factors that explain the significant growth in production, crushing and Brazilian exports observed in recent years. The Brazilian performance is compared to its main competitors through competitiveness indicators such as cost, productivity and ability to penetrate foreign markets, seeking to identify the elements that indicate the advantages and limitations of Brazil against Argentina and the United States. The analyzes indicate that the production and export of Brazilian soybeans, especially in grain product, are competitive, given the high degree of penetration in foreign markets, which absorbs about two-thirds of national production. The availability of land with topography and climate favorable to the cultivation and extensive use of technology are the most obvious competitive factors.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/70000
Arquivos Descrição Formato
000874546.pdf (2.416Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.