Repositório Digital

A- A A+

"A saúde bate a sua porta" : estratégias de cuidado dos agentes comunitários de saúde na atenção básica

.

"A saúde bate a sua porta" : estratégias de cuidado dos agentes comunitários de saúde na atenção básica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título "A saúde bate a sua porta" : estratégias de cuidado dos agentes comunitários de saúde na atenção básica
Autor Piccinini, Carlos Augusto
Orientador Silva, Rosane Azevedo Neves da
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Agente comunitário de saúde
Atenção primária à saúde
Cartografia
Trabalho
[en] Basic care
[en] Care strategies
[en] Community health workers
[en] Live work in act
Resumo O presente escrito objetiva a analisar a singularidade da ação dos Agentes Comunitários de Saúde em sua circulação pelo território. Considerou-se que os encontros entre agentes e território extrapolam as prescrições e expectativas das políticas de saúde. Problematizou-se a produção de uma imagem idealizada dos agentes, no qual são vistos como a “mola propulsora” das transformações esperadas à Atenção Básica. Analisando a complexidade das demandas presentes em seu cotidiano de trabalho, destacou-se a multiplicidade de estratégias de cuidado produzidas pelos agentes comunitários. A singularidade de cada território, das equipes de saúde, da gestão, entre outras inúmeras variabilidades, pressionam os agentes e os demais trabalhadores das equipes da Estratégia Saúde da Família a encarar uma “realidade” bastante distinta do que se supõe. Destacou-se, portanto, a importância de se produzir uma posição crítica e reflexiva, colocando em questão os limites e possibilidades dessa prática. Logo, o objetivo é produzir uma cartografia do trabalho dos agentes, dando visibilidade ao modo como realizam seu trabalho em ato no território, a fim de potencializar as estratégias de cuidado ali existentes. Tomaram-se como analisadores a questão da resolutividade, a gestão das informações e a relação território-vínculo.
Abstract This writing aims to analyze the singularity of the action of the Community Health Agents (Agentes Comunitários de Saúde – ACS) in their movement through the territory. It was considered that the meetings between agents and territory go beyond the prescriptions and expectations of health policies. The production of an idealized image of the agents was problematized, image in which they are seen as the "propelling spring" of transformations expected to Basic Care. Analyzing the complexity of the demands in their daily work, it was emphasized the multiplicity of care strategies produced by community agents. The singularity of each territory, of health staff, of health management, among many other variabilities, push agents and other employees of the staffs of the Family Health Strategy to face a "reality" very different of that which is supposed. It was emphasized, therefore, the importance of producing a critical and reflective position, questioning the limits and possibilities of this practice. Therefore, the aim is to produce a cartography of the agents work, giving visibility to the way they do their work in act on the territory, in order to potentiate the care strategies existent there. The issue of resolvability, information management and relationship bond-territory were taken as analyzers.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/70044
Arquivos Descrição Formato
000876178.pdf (448.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.