Repositório Digital

A- A A+

Marcadores bioquímicos na avaliação de lesão muscular associada ao treinamento físico

.

Marcadores bioquímicos na avaliação de lesão muscular associada ao treinamento físico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Marcadores bioquímicos na avaliação de lesão muscular associada ao treinamento físico
Autor Lisbôa, Leon de Moraes
Orientador Portela, Luis Valmor Cruz
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Biomarcadores
Lesões
Treinamento físico
Resumo O esporte de alto rendimento exige muito de seus atletas, podendo gerar assim lesões. A busca por biomarcadores que permitam diagnósticos rápidos e precoces dessas lesões, ou até mesmo que indiquem possíveis lesões, fadiga ou overtraining é um assunto crescente. Também há estudos que visam buscar valores normais para atletas, servindo assim como base para estes possíveis diagnósticos. Este trabalho visa revisar a utilização de marcadores bioquímicos como indicadores de lesão e fadiga devido à sobrecarga de treinamento. Creatina quinase (CK), lactato desidrogenase, aldolase, aspartato amino transferase, mioglobina, troponina, anidrase carbônica, cortisol e testosterona tem sido os principais marcadores usados para estabelecer um cenário no qual se encontra o atleta. Há, entretanto estudos que dizem não existir marcadores confiáveis para prevenção de lesões, porém outros estudos dão indícios que a CK é uma fonte de grande confiabilidade no diagnóstico precoce de lesões e no afastamento, ou diminuição de carga, de treinamentos para atletas. Além disso, a pesquisa por novos marcadores bioquímicos mais sensíveis tem tido grande incentivo. Portanto existem atualmente métodos analíticos que permitem avaliar o dano muscular após o exercício físico, porém é necessária a padronização desses biomarcardores, pra que se possam estabelecer valores de referência para atletas. De uma maneira geral os atuais biomarcadores têm baixa especificidade e sensibilidade. No entanto, a utilização de uma combinação de marcadores bioquímicos pode ser útil para tentar minimizar essas limitações.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70068
Arquivos Descrição Formato
000777811.pdf (543.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.