Repositório Digital

A- A A+

Análise de strs e quantificação de quimerismo misto no pós-transplante de células tronco hematopoiéticas : uma ferramenta diagnóstica que permite uma conduta clínica antecipada

.

Análise de strs e quantificação de quimerismo misto no pós-transplante de células tronco hematopoiéticas : uma ferramenta diagnóstica que permite uma conduta clínica antecipada

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de strs e quantificação de quimerismo misto no pós-transplante de células tronco hematopoiéticas : uma ferramenta diagnóstica que permite uma conduta clínica antecipada
Autor Merzoni, Jóice
Orientador Castro, Simone Martins de
Co-orientador Wagner, Sandrine Comparsi
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Quimerismo
Transplante de células-tronco hematopoéticas
[en] Chimerism
[en] Hematopoietic stem cell transplantation
[en] Myelodysplastic-myeloproliferative diseases
[en] Short tandem repeats
Resumo O transplante de células tronco hematopoiéticas (TCTH) é a opção terapêutica curativa para pacientes com síndrome mielodisplásica (SMD); porém é um procedimento que requer um longo e extenso acompanhamento pós-transplante. M.K.G., sexo feminino, 53 anos, com diagnóstico de SMD - IPSS intermediário 2, foi submetida ao TCTH alogênico relacionado em 07/2006. Após 3 meses da realização do TCTH, foi realizada uma análise comparativa de STRs do doador e da receptora e o resultado foi de quimerismo completo, indicando uma completa reconstituição medular. Três anos e dez meses após o TCTH a receptora apresentou bicitopenia no hemograma. Realizou-se uma nova análise de STRs e constatou-se quimerismo misto (52,62%), indicando a recaída da doença. Com base neste resultado, foi programada uma infusão de linfócitos do doador (DLI) com o objetivo de fazer uma GVL (graft versus leukemia). Esta DLI induziu quimerismo completo. A paciente foi monitorada através de sucessivas análises de STRs (5 no total) e em 07/2010 verificou-se quimerismo misto (64,25%). Baseado nestes resultados realizou-se uma nova DLI, a qual não foi capaz de erradicar a doença. Embora as DLIs não tenham resultado em respostas duráveis, estas foram capazes de induzir remissão completa, com baixo risco de mortalidade associado, em períodos críticos no pós transplante. Atualmente a paciente encontra-se clinicamente estável e está sendo avaliada para novas decisões terapêuticas. Através deste relato concluímos que a detecção precoce do quimerismo misto quantitativo é uma importante ferramenta diagnóstica para conduzir intervenções terapêuticas no pós-transplante. A avaliação temporal do estado quimera no pós-transplante permite realizar intervenções clínicas precoces que podem ser decisivas para o sucesso do tratamento.
Abstract Hematopoietic stem cell transplantation (HSCT) is the curative option for patients with myelodysplastic syndrome (MDS); however it is a procedure that requires a long post-transplantation follow-up. M.K.G., female, 53 years old, with diagnosis of MDS – IPSS intermediate 2, underwent related allogeneic HSCT in 07/2006. Three months after transplantation a short tandem repeats (STR) comparative analysis between donor and recipient result in full chimerism. This result indicates a complete healthy medullar reconstitution. Three years and ten months after HSCT, patient showed bicytopenia on hemogram. A new STR analysis was carried out and showed mixed chimerism (52,62%), indicating relapsed disease. Based on this last result, a donor lymphocyte infusion (DLI) was administered. The purpose of DLI is inducing a graft-versus-leukemia effect and, in fact, this DLI induced full chimerism. Successive analyses of STRs were done on follow-up post-transplantation (five at all) and in 07/2010 a STR analysis showed a new mixed chimerism (64,25%). Based on these results, a new DLI was done; but this one couldn’t eradicate the disease. Although all DLIs didn’t result in durable responses, they were able to induce complete remission in critical periods and with low-risk of mortality associated. At present, the patient is clinically stable and new therapeutic decisions will be evaluated. We conclude that early detection of quantitative mixed chimerism is an important diagnostic tool that guides therapeutic decisions on post transplantation and these decisions could be decisive for a successful transplantation.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70092
Arquivos Descrição Formato
000777574.pdf (294.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.