Repositório Digital

A- A A+

Estudo da utilização de antibióticos através de uma análise do perfil de sensibilidade no Centro de Terapia Intensiva do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

.

Estudo da utilização de antibióticos através de uma análise do perfil de sensibilidade no Centro de Terapia Intensiva do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da utilização de antibióticos através de uma análise do perfil de sensibilidade no Centro de Terapia Intensiva do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Autor Cechinel, Angélica Bauer
Orientador Bueno, Denise
Co-orientador Santos, Rodrigo Pires dos
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Antibióticos
Infecção hospitalar
Microrganismos
Perfil de sensibilidade
Resumo As infecções associadas à assistência à saúde são um problema crescente em centros de terapia intensiva (CTIs), onde os microrganismos apresentam maior resistência. A terapia empírica inicial deve ser adequada, o que melhora o desfecho clínico e diminui a resistência aos antibióticos. Assim, o tratamento empírico com antibióticos em associação é mais uma estratégia clínica que deve ser considerada. Este estudo descreve uma análise da frequência de microrganismos isolados, Germes Multirresistentes (GMR) e topografia das infecções, e, além disso, uma análise do perfil de sensibilidade convencional (antibiograma) em comparação ao perfil de sensibilidade combinado de germes gram negativos, geral e independentes, e de acordo com o sítio de infecção, de pacientes internados no CTI adulto do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Dos isolados microbiológicos analisados (N=416), a maioria eram de Klebsiella spp. e de Staphylococcus aureus, ambos com frequência de 15,2% (N=89); a taxa de GMR ficou em torno de 33%, sendo que 56,2% (N=51) das Klebsiella spp. eram produtoras de betalactamases de espectro estendido (ESBL) e 66,3% (N=59) dos S. aureus eram S. aureus meticilino-resistente (MRSA). As infecções respiratórias foram as mais prevalentes com 46,7%, seguida pelas infecções urinárias (20,1%) e pelas infecções de corrente sanguínea (12,4%). Para análise do perfil de sensibilidade combinado, a adição de amicacina aos antibióticos ceftazidima, piperacilina-tazobactam e ciprofloxacino aumentou significativamente a cobertura ao patógeno causador (P<0,01). O benefício do perfil de sensibilidade combinado analisado para os patógenos individualmente e para os sítios de infecção teve resultado variável. Os dados obtidos através do perfil de sensibilidade combinado podem ser úteis quando há possibilidade de um tratamento empírico antimicrobiano em pacientes internados em unidade de terapia intensiva.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70098
Arquivos Descrição Formato
000777430.pdf (453.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.