Repositório Digital

A- A A+

Anti-hipertensivos dispensados em uma farmácia distrital de Porto Alegre : estudo das prescrições e elaboração de um guia sobre os cuidados na administração

.

Anti-hipertensivos dispensados em uma farmácia distrital de Porto Alegre : estudo das prescrições e elaboração de um guia sobre os cuidados na administração

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Anti-hipertensivos dispensados em uma farmácia distrital de Porto Alegre : estudo das prescrições e elaboração de um guia sobre os cuidados na administração
Autor Paliosa, Aline Klitzke
Orientador Leal, Mirna Bainy
Co-orientador Dresch, Cibele
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Anti-hipertensivos
Assistência Farmacêutica : Brasil
Hipertensão arterial
Resumo A hipertensão arterial é a mais frequente doença cardiovascular e é problema relevante de saúde pública no Brasil e no mundo. É definida como a pressão sanguínea diastólica permanentemente aumentada acima de 90 mmHg e acompanhada por elevação na pressão sanguínea sistólica (> 140 mmHg), exigindo adaptação do organismo. Se a resposta ao tratamento não farmacológico não for suficiente, este deve ser coadjuvado pela terapia com fármacos anti-hipertensivos. Há muitos exemplos de fármacos utilizados no tratamento da hipertensão arterial que estão presentes na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename), a qual serve de instrumento básico para elaboração das listas estaduais e municipais. Sendo assim, o presente trabalho teve por objetivo realizar uma revisão bibliográfica sobre os medicamentos anti-hipertensivos presentes na RENAME que são dispensados em uma Farmácia Distrital de Porto Alegre, analisar as prescrições dos medicamentos dispensados em uma Farmácia Distrital de Porto Alegre quanto à prevalência de anti-hipertensivos e elaborar um guia prático sobre os cuidados na administração dos anti-hipertensivos destinado à equipe multiprofissional do Centro de Saúde. A revisão bibliográfica foi realizada utilizando-se bases de dados, livros, entre outras. Foi realizada uma análise das prescrições retidas após as dispensações realizadas em uma Farmácia Distrital de Porto Alegre durante o mês de Agosto de 2011. Foram analisadas 7.346 prescrições, nas quais 45% apresentavam anti-hipertensivos prescritos. Destes, 9% não foram disponibilizados para o paciente, por não pertencerem à lista de medicamentos da Farmácia Distrital ou estarem em desacordo com a Instrução Normativa nº 04/2007 da Secretaria Municipal de Saúde, não estando prescritos corretamente para serem dispensados. Na análise dos anti-hipertensivos prescritos que são disponibilizados pelo SUS, destacaram-se hidroclorotiazida (26%) e captopril (24%), enquanto que a losartana (45%) foi o medicamento não disponibilizado pela Farmácia Distrital mais prescrito pelos médicos. Para o guia prático, que será disponibilizado no Centro de Saúde, procurou-se destacar as interações medicamentosas e as precauções necessárias durante a utilização dos anti-hipertensivos, a fim de auxiliar o paciente no tratamento aumentando a adesão, melhorando os efeitos terapêuticos e a qualidade de vida.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70106
Arquivos Descrição Formato
000864913.pdf (1.250Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.