Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da formação de biofilme e da patogenicidade de isolados de candida spp. de pacientes de unidades básicas de saúde de Porto Alegre

.

Avaliação da formação de biofilme e da patogenicidade de isolados de candida spp. de pacientes de unidades básicas de saúde de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da formação de biofilme e da patogenicidade de isolados de candida spp. de pacientes de unidades básicas de saúde de Porto Alegre
Autor Oliveira, Julyana Pezzi de
Orientador Fuentefria, Alexandre Meneghello
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Biofilmes bacterianos
Candida
Candidiase vulvovaginal
[en] Biofilm
[en] Candida-albicans
[en] Candida non-albicans
[en] Germ tubes
[en] Pseudo-hyphae
[en] Vulvovaginal candidiasis
Resumo INTRODUÇÃO: a candidíase vulvovaginal (CVV) é uma das patologias mais frequentes na prática diária em ginecologia e sua incidência tem aumentado drasticamente, tornando-a a segunda infecção genital mais freqüente nos Estados Unidos e no Brasil. OBJETIVO: caracterizar a virulência e epidemiologia de cepas de Candida spp. provenientes de pacientes com candidíase vulvovaginal (CVV) atendidas em quatro Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade de Porto Alegre entre março de 2010 a março de 2011, em exames preventivos de rotina. MÉTODOS: estudo epidemiológico transversal, no qual avaliou-se, primeiramente, fatores de patogenicidade ligados à capacidade de colonização da mucosa vaginal, através dos testes de formação de tubo germinativo, pseudo-hifa e biofilme nos 25 isolados de Candida spp. armazenados na micoteca da Faculdade de Farmácia da UFRGS, originários de 139 amostras de pacientes com CVV proveniente de UBSs, já previamente identificadas (15 isolados de C. albicans, 5 de C. tropicalis, 3 de C. glabrata e 2 de C.krusei). Posteriormente, realizou-se um cruzamento de dados pertinentes às características das amostras, obtidas de questionários respondidos pelas pacientes, com o objetivo de estimar os fatores de risco correlacionados com o isolamento de cepas nas amostras. Para a análise estatística, utilizou-se o teste não paramétrico U de Mann-Whitney, para variáveis quantitativas e o teste Binomial para variável binária, com nível de significância de 5%, utilizando o programa SPSS versão 18. RESULTADOS: foi constatada prevalência de 60% de espécies C. albicans em relação às C.não-albicans nos isolados utilizados; com formação de tubo germinativo em 80% dos isolados de C. albicans e pseudo-hifa, em cerca de 93,3% dos mesmos. Em C. tropicalis ocorreu formação somente de tubo germinativo (60%) e nenhuma pseudo-hifa. Já em C. krusei, 100% das amostras formaram somente pseudo-hifa. Quanto a capacidade de expressar adesinas ou formar biofilme, os isolados foram classificados quanto às categorias não-formador, fraco, médio e forte formador, obtendo-se 10 (40%) de fraco-formadores, 10 (40%) de médio-formadores, 3 (12%) de forte-formadores e 2 (8%) de não-formadores, distribuídas percentualmente nas quatro espécies de Candida spp., de forma bastante heterogênea nas UBSs selecionadas. Para a análise da significância estatística entre as variáveis estudadas, verificou-se que somente foi encontrada diferença significativa com relação à variável quantitativa uso de anticoncepcional, com relação aos testes de formação de tubo germinativo, pseudo-hifa e biofilme. CONCLUSÕES: aspectos predisponentes do hospedeiro e virulência dos agentes causais, ainda não estão totalmente esclarecidos com relação à nova distribuição etiológica das espécies envolvidas na candidíase vulvovaginal. Embora todos os isolados de Candida tenham expressado, ao menos, um dos três fatores de virulência estudados, o estudo apenas aponta o uso de anticoncepcional pelas pacientes como fator relacionado com o potencial de virulências das cepas.
Abstract PURPOSE: to characterize the epidemiology and virulence of strains of Candida spp. from patients with vulvovaginal candidiasis treated in four Basic Health Units in Porto Alegre city in routine preventive examinations. METHODS: a cross-sectional study developed in two steps: first, tests were classic germ-tube formation, pseudo-hyphae and biofilm in 25 isolates of Candida spp. stored in the mycology collection of the Faculty of Pharmacy, UFRGS, originating in the collection of 139 CVV samples from UBSs (2010-2011), previously identified (15 isolates of C. albicans, 5 of C.tropicalis, 3 of C. glabrata and 2 of C.krusei) and then proceeded with, exchange of data relevant to the variables considered risk factors, obtained from the completion of questionnaires by patients with the results of experiments that characterize the pathogenicity of isolates of Candida spp. through the identification tests described above. For statistical analysis, we used the nonparametric Mann-Whitney U, for quantitative variables and the Binomial test for paired variables, with significance level of 5% using SPSS version 18. RESULTS: a prevalence of 60% of species C. albicans in relation to non-C. albicans species isolates used, with germ-tube formation in 80% of the isolates of C. albicans and pseudo-hyphae, at about 93.3% of them. In C. tropicalis only germ tube formation (60%) and no pseudo-hyphae, as in C. krusei, 100% of the samples formed only pseudo-hyphae and formed no germ tubes, while in C. glabrata, 100% of the strains tested negative for both germ tubes and for pseudo-hyphae. As the biofilm isolates classified according to the categories non-trainer, weak, medium and strong trainer, obtaining 10 (40%) of low-trainers, 10 (40%) of medium-trainers, 3 (12%) of strong-trainers and 2 (8%) of non-trainers, proportionally distributed in the four species of Candida spp., quite heterogeneous in selected UBSs. For the analysis of statistical significance between the variables studied, it was found that significant differences were found regarding contraceptive quantitative variable with respect to test germ-tube formation (p = 0.007385), pseudo-hyphae (p-value = 0.00149) and biofilm (p-value = 0.0004883), for all other no significance was found. CONCLUSIONS: realization of the importance of testing of germ-tube formation, pseudo-hyphae and biofilmas a method of easy, fast and secure identification, the time taken to verify the pathogenicity of the isolates in relation to vulvovaginal candidiasis. And check that can not be said, indeed, for these variables, with the exception of the variable contraceptive, andt he observation of the formation of structures indicative of pathogenicity (germ tubes, pseudo-hyphae and biofilm), which use / experience represents significant difference with respect to its non-use/experience regarding the development of VVC.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70124
Arquivos Descrição Formato
000865080.pdf (524.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.