Repositório Digital

A- A A+

O uso da toxina botulínica tipo A na profilaxia da enxaqueca

.

O uso da toxina botulínica tipo A na profilaxia da enxaqueca

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O uso da toxina botulínica tipo A na profilaxia da enxaqueca
Outro título The use of botulinum toxin type A in migraine prophylaxis
Autor Kreutz, Laura Minuzzi
Orientador Heineck, Isabela
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Enxaqueca
Toxina botulínica tipo A
[en] Botulinum toxin type A
[en] Chronic migraine
[en] Efficacy
[en] Episodic migraine
[en] Meta-analysis
[en] Migraine prophylaxis
[en] Randomized controlled trials
[en] Safety
Resumo Objetivo: Realizar uma revisão da literatura sobre a utilização da toxina botulínica tipo A no manejo da enxaqueca, analisando fatores como eficácia e segurança do tratamento. Metodologia: Busca por ensaios randomizados controlados e meta-análises, nas bases de dados PubMed e Cochrane Library, sem limites de data, nos idiomas inglês, português e espanhol e posterior análise dos estudos com base nos critérios do CONSORT e PRISMA. Resultados e discussão: Foram encontradas três meta-análises e quinze ensaios randomizados controlados referentes ao assunto de interesse. Dos quinze ensaios, três compararam o medicamento com alternativas terapêuticas e os outros doze com placebo. Os ensaios utilizaram uma grande variedade de doses, de 7,5 U até 500 U, e incluíram pacientes com enxaqueca episódica e crônica, na qual a toxina mostrou maior eficácia. O medicamento também apresentou bom perfil de segurança, sendo relatados poucos efeitos adversos durante o tratamento, que em geral foram leves ou moderados, como dores na nuca e fraqueza muscular. Conclusão: Ensaios clínicos controlados indicam que a toxina botulínica tipo A foi eficaz no tratamento da enxaqueca crônica. Na comparação com outros medicamentos, demonstrou eficácia semelhante e perfil de tolerabilidade superior. As meta-análises demonstram a diminuição no consumo de medicamentos na fase aguda das crises e segurança da toxina botulínica. Entretanto, a análise da eficácia no manejo da enxaqueca não demonstrou efeito significativo.
Abstract Objectives: To review the literature on the use of botulinum toxin type A in the management of migraine and to analyzing aspects such as efficacy and safety of treatment. Methods: Search by meta-analysis and randomized controlled trials in the databases PubMed and the Cochrane Library, without limits of dates, in the languages English, Spanish and Portuguese and later analysis of studies based on the PRISMA and CONSORT criteria. Results: We found three meta-analysis and fifteen randomized controlled trials on the topic of interest. Of these fifteen essays, three compared botulinum toxin type A with other drug therapies and other twelve with placebo. The trials used a wide range of doses from 7.5 U to 500 U, and analyzed patients mostly suffering from episodic and chronic migraine, in which the toxin was effective for the latter. The drug a good profile of security, few adverse effects was reported during treatment, which usually were mild to moderate such as neck pain and muscle weakness. Conclusion: Controlled clinical trials indicate that the botulinum toxin type A was effective in the treatment of chronic migraine. In comparison with other drugs has been demonstrated similar efficacy and a tolerability profile superior to these. Meta-analysis reported a decrease in drug use in the acute phase of disease and drug safety. However, analysis of efficacy in migraine types showed no significant effect.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70126
Arquivos Descrição Formato
000865090.pdf (173.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.