Repositório Digital

A- A A+

Avaliação dos sintomas emocionais e comportamentais em crianças portadoras de dermatite atópica

.

Avaliação dos sintomas emocionais e comportamentais em crianças portadoras de dermatite atópica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação dos sintomas emocionais e comportamentais em crianças portadoras de dermatite atópica
Outro título Evaluación de los síntomas emocionales y comportamentales en niños portadores de dermatitis atópica
Outro título Evaluation of emotional and behavioral symptoms in children and adolescents with atopic dermatitis
Autor Fontes Neto, Paulo de Tarso da Luz
Weber, Magda Blessmann
Fortes, Suzana Deppermann
Cestari, Tania Ferreira
Escobar, Gabriela Fortes
Mazotti,Nicolle
Barzenski, Bruna
Silva, Tatiana Laufer da
Soirefmann, Mariana
Pratti, Clarissa
Resumo Introdução: A dermatite atópica (DA) é uma doença inflamatória crônica da pele que apresenta um impacto significativo na qualidade de vida dos pacientes, em conseqüência de episódios recorrentes durante a vida. Considerando estudos recentes que descrevem a associação entre aspectos psicológicos e DA, acredita-se que a investigação da existência de um possível perfil comportamental destas crianças possa auxiliar o desenvolvimento de intervenções psicoterápicas específicas, assim como aumentar o conhecimento sobre a doença. Método: Este trabalho tem como objetivo realizar uma avaliação do perfil sociocomportamental de crianças portadoras de DA, comparando-as com crianças sem a doença. Neste estudo, do tipo caso-controle, foram incluídos dois grupos com idades entre 4 e 18 anos: o grupoestudo, com pacientes portadores de DA que consultam no ambulatório do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), e o grupo-controle, composto por crianças e adolescentes sem doença dermatológica, matriculados em escola da rede pública de Porto Alegre. O tamanho estimado da amostra foi de 25 indivíduos em cada grupo. A coleta dos dados realizou-se através do Child Behavior Checklist (CBCL), validado no Brasil com o nome de Inventário de Comportamento da Infância e Adolescência. Resultados: Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas duas dimensões globais (internalização e externalização), sendo que as crianças portadoras de DA mostraram mais sintomas relacionados com ansiedade, depressão, alterações de pensamento e comportamento agressivo quando comparadas com crianças sem a doença. Conclusão: Os resultados demonstram a necessidade de abordagens interdisciplinares no tratamento da criança com DA, valorizando não só as lesões dermatológicas, como também os aspectos emocionais dos indivíduos.
Resumen Introducción: La dermatitis atópica (DA) es una enfermedad inflamatoria crónica de la piel que presenta un impacto significativo en la calidad de vida de los pacientes, en consecuencia de episodios recurrentes durante la vida. Considerando estudios recientes que describen la asociación entre aspectos psicológicos y la dermatitis atópica, se cree que la investigación de la existencia de un posible perfil comportamental de estos niños puede auxiliar el desarrollo de intervenciones psicoterápicas específicas, así como aumentar el conocimiento sobre la enfermedad. Método: Este trabajo tiene por objetivo realizar una evaluación del perfil socio-comportamental de niños portadores de DA y comparar con el perfil de niños sin la enfermedad. El estudio fue epidemiológico de tipo casocontrol. Fueron incluidos dos grupos, siendo un grupo estudio, con pacientes de edad entre 4-18 años, portadores de dermatitis atópica, que consultan en el ambulatorio del Hospital de Clínicas de Porto Alegre- HCPA, y un grupo control, con niños y adolescentes matriculados en escuela de la red pública de Porto Alegre, sin enfermedad dermatológica. El tamaño estimado de la muestra fue de 25 individuos en cada grupo. La colecta de los datos se realizó a través del CBCL (Child Behavior Checklist), validado en Brasil con el nombre de Inventario de Comportamiento de la Infancia y Adolescencia. Este trabajo fue aprobado por el comité de ética en investigación del Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Resultados: Como resultados fueron encontradas diferencias estadísticamente significativas en las dos dimensiones globales (Internalización y Externalización) siendo que los niños portadores de dermatitis atópica del grupo estudiado mostraron síntomas relacionados a ansiedad, depresión, alteraciones de pensamiento y comportamiento agresivo cuando comparadas con niños sin la enfermedad. Conclusión: Este resultado enfatiza la necesidad de abordajes interdisciplinarios en el tratamiento del niño con DA, valorando no sólo el aspecto dermatológico, sino también el individuo que está en sufrimiento.
Abstract Introduction: Atopic dermatitis (AD) is a chronic inflammatory skin disease that has a significant impact on the patients’ quality of life due to recurrent episodes during their lives. Considering recent studies describing the association between psychological aspects and atopic dermatitis, it can be suggested that the search of a possible behavioral profile of children presenting AD may be of help in the development of specific psychotherapeutic interventions as well as it will increase knowledge on the disease. Methodology: This research aims at evaluating the social behavior profile of children with AD compared with others without the disease. In this case-control study, two groups aged 4 to 18 years old have been included; the study-group includes patients with atopic dermatitis who have been assisted at the Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) and the control-group is composed of children and adolescents without AD enrolled at public schools in Porto Alegre. The estimated sample size was 25 individuals in each group. Data collection was accomplished with the Child Behavior Cheklist (CBCL), which was validated in Brazil as Inventário de Comportamento da Infância e Adolescência. Results: Significant statistic differences were demonstrated in both global dimensions (internalizing and externalizing). Children with AD presented more symptoms related to anxiety, depression, thought alterations and aggressive behavior as compared to children without the disease. Conclusion: The results emphasize the need of interdisciplinary approaches in treating children with AD, comprising not only the dermatological but also the emotional aspects of the disease.
Contido em Revista de psiquiatria do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. Vol. 27, n. 3 (set./dez. 2005), p. 279-291
Assunto Comportamento
Criança
Dermatite atópica
[en] Atopic dermatitis
[en] Behavior
[en] Children
[en] Psychosomatic
[es] Comportamiento
[es] Dermatitis atópica
[es] Niños
[es] Psicosomática
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/70152
Arquivos Descrição Formato
000531256.pdf (94.22Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000531256-02.pdf (67.75Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.