Repositório Digital

A- A A+

Aedes aegypti and Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) : coexistence and susceptibility to temephos, in municipalities with occurrence of dengue and differentiated characteristics of urbanization =Aedes aegypti e Aedes albopictus (Diptera: Culicidae): coexistência e suscetibilidade ao temephos, em municípios com ocorrência de casos de dengue e diferentes características de urbanização

.

Aedes aegypti and Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) : coexistence and susceptibility to temephos, in municipalities with occurrence of dengue and differentiated characteristics of urbanization =Aedes aegypti e Aedes albopictus (Diptera: Culicidae): coexistência e suscetibilidade ao temephos, em municípios com ocorrência de casos de dengue e diferentes características de urbanização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aedes aegypti and Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) : coexistence and susceptibility to temephos, in municipalities with occurrence of dengue and differentiated characteristics of urbanization =Aedes aegypti e Aedes albopictus (Diptera: Culicidae): coexistência e suscetibilidade ao temephos, em municípios com ocorrência de casos de dengue e diferentes características de urbanização
Outro título Aedes aegypti e Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) : coexistência e suscetibilidade ao temephos, em municípios com ocorrência de casos de dengue e diferentes características de urbanização
Autor Prophiro, Josiane Somariva
Silva, Onilda Santos da
Luna, Jonny Edward Duque
Piccoli, Carla Fernanda
Kanis, Luiz Alberto
Silva, Mario Antonio Navarro da
Resumo Introdução: O presente estudo teve como objetivo verificar a coexistência de populações de Aedes aegypti e de Aedes albopictus em municípios do Estado do Paraná e Santa Catarina com diferentes formas de urbanização, onde ocorrem casos de dengue, e avaliar a susceptibilidade ao organofosforado temephos. Métodos: O número de ovos por ovitrampa foram contados (sem distinguir a espécie) e colocados para eclosão e posterior identificação das espécies. A análise das populacões foi conduzida para determinar aleatoriedade e agregação usando a razão variância/média (índice de dispersão). A susceptibilidade ao temephos foi avaliada para determinar e estimar as razões de resistência RR50 e RR95. As amostras de Aedes aegypti, obtidas do Estado do Paraná, foram comparadas com a população Rockefeller e as amostras de Aedes albopictus foram comparadas com a população do Estado de Santa Catarina. Resultados: Coexistência entre Aedes aegypti e Aedes albopictus, e a agregação de seus ovos foram observados em todos os locais analisados. Conclusões: Todas as populações de Aedes aegypti do Estado do Paraná demonstraram alteração no status de susceptibilidade ao organofosforado temephos, evidenciando resistência incipiente. Assim como, todas as populacões de Aedes albopictus avaliadas, do Estado do Paraná e Santa Catarina, apresentaram sobrevivência quando expostas ao organofosforado temefós.
Abstract Introduction: The aim of the present study was to verify the coexistence between Aedes aegypti and Aedes albopictus populations in municipalities of the States of Paraná and Santa Catarina with different urbanization profiles where dengue occurs and evaluate their susceptibility to the organophosphate temephos. Methods: The number of eggs per ovitrap were counted and incubated for hatching to identify the species. Data analysis of the populations was conducted to determine randomness and aggregation, using the variance-to-mean ratio (index of dispersion). Susceptibility to temephos was evaluated by estimation of the resistance ratios RR50 and RR95. Aedes aegypti samples were compared with the population Rockefeller and Aedes albopictus samples were compared with a population from the State of Santa Catarina and with the Rockefeller population. Results: Coexistence between Aedes aegypti and Aedes albopictus and the aggregation of their eggs were observed at all the sites analyzed in the State of Paraná. Conclusions: All the Aedes aegypti populations from the State of Parana showed alteration in susceptibility status to the organophosphate temephos, revealing incipient resistance. Similarly, all the Aedes albopictus populations (States of Paraná and Santa Catarina) presented survival when exposed to the organophosphate temephos.
Contido em Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Vol. 44, n. 3 (maio/jun. 2011), p. 300-305
Assunto Aedes aegypti
Culicidae
Dengue
[en] Aedes albopictus
[en] Coexistence
[en] Organophosphate
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/70209
Arquivos Descrição Formato
000826986.pdf (715.4Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.