Repositório Digital

A- A A+

Educação física na saúde mental : Residencial Terapêutico Morada São Pedro

.

Educação física na saúde mental : Residencial Terapêutico Morada São Pedro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação física na saúde mental : Residencial Terapêutico Morada São Pedro
Autor Silva, Cláudia Maria Dutra e
Orientador Fraga, Alex Branco
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Educação física
Saúde mental
Resumo Este trabalho é um relato do estágio realizado no Residencial Terapêutico Morada São Pedro, com o objetivo de registrar como foi essa experiência para enriquecer as discussões sobre a inserção do trabalho da educação física no campo da saúde mental e ampliar a gama de informações para os próximos estagiários ou profissionais da educação física que vierem a trabalhar no Morada São Pedro ou em algum serviço semelhante. Esse registro é importante porque a educação física é recente no campo da saúde mental e ainda não tem base firme para se consolidar nesse serviço. As atividades do estágio foram realizadas com moradores, homens e mulheres, com faixa etária entre 45 e 90 anos, egressos do Hospital Psiquiátrico São Pedro desde 2002. Esse é um grupo heterogêneo, com características que necessitam um trabalho individualizado a cada um. A maioria desses indivíduos permaneceu muito tempo internada no Hospital e possui cicatrizes dessa institucionalização, como a dificuldade na fala, o sedentarismo e alguns hábitos. Para construir as análises presentes nesse trabalho, criei um Diário de Campo, com a descrição das atividades realizadas durante o período do Estágio e busquei organizar uma revisão teórica, com a trajetória da saúde mental até os dias de hoje (para entender em que cenário a Educação Física se insere nos cuidados aos doentes mentais) e com as características dos Residenciais Terapêuticos, com foco no Residencial Morada São Pedro. Conclui que as possibilidades de atuação de um educador físico são muitas, mas similares à atuação em condomínios, como personais trainers ou como recreacionistas. Não havendo uma discrepância na forma de tratar ou no que trabalhar com os usuários do serviço do Residencial Terapêutico. Além disso, ainda surgiu a dúvida da importância de ser um profissional da Educação Física a atuar com esses usuários, comparado ao trabalho de um terapeuta ocupacional ou qualquer funcionário do Residencial. A importância de ser um profissional da EFI está em identificar a necessidade das atividades físicas de cada morador e organizar uma periodização, e não tanto na execução dessa periodização, dependendo do que for planejado. É preciso mais da parte dos profissionais da educação física para buscar o reconhecimento da sua importância na área da saúde, já que ainda não há muitas referências a esse profissional nos registros do Sistema Único de Saúde.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70274
Arquivos Descrição Formato
000876518.pdf (1.309Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.