Repositório Digital

A- A A+

Aulas de educação física no ensino médio mistas e separadas por sexo : quais as implicações no comportamento e aproveitamento dos alunos de uma escola estadual de Porto Alegre?

.

Aulas de educação física no ensino médio mistas e separadas por sexo : quais as implicações no comportamento e aproveitamento dos alunos de uma escola estadual de Porto Alegre?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aulas de educação física no ensino médio mistas e separadas por sexo : quais as implicações no comportamento e aproveitamento dos alunos de uma escola estadual de Porto Alegre?
Autor Barbosa, José Paulo
Orientador Fonseca, Denise Grosso da
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Educação física escolar
Gênero
[en] Coeducation is
[en] Gender
[en] Physical education in high school
Resumo O objetivo principal do estudo foi refletir sobre as possíveis implicações da organização das turmas separadas por sexo ou mistas no comportamento e aproveitamento dos alunos nas aulas de Educação Física, uma vez que na escola em pauta, as turmas são organizadas separadas por sexo, nas aulas de Educação Física. Tal situação vivenciada por ocasião do estágio curricular apresenta uma temática que tem sido discutida na área, problematizando questões que instigam novos debates. Nesse sentido foi desenvolvido um referencial teórico enfocando Educação Física, prática desportiva, gênero e coeducação, ampliando a compreensão sobre conceitos que atravessaram a interpretação dos elementos coletados na pesquisa. Este trabalho é uma pesquisa de natureza qualitativa, configurada através de um estudo de caso desenvolvido em uma Escola Pública Estadual de Ensino Médio da cidade de Porto Alegre. Foram utilizadas como estratégias de coleta de dados, entrevista semiestruturada e observação. A análise dos dados permitiu identificar que existem posições diferentes quanto às formas de organização das turmas. Com relação às turmas mistas, embora não seja a forma de organização adotada pelos professores da escola, a manifestação dos interlocutores aponta para a possibilidade de melhorar o relacionamento e interações entre os alunos, bem como desenvolver o respeito às diferenças. A separação das turmas por sexo é justificada na escola através do argumento, de que há falta de motivação das meninas para as aulas, de que as diferenças biológicas e psicológicas entre os sexos evidenciam menores possibilidades de rendimento e habilidades motoras por parte das meninas. Na visão dos alunos a separação se justifica a partir dos medos e constrangimentos causados pela agressividade e imaturidade dos meninos e pela falta de liberdade dos meninos nas aulas mistas. O estudo sugere que a organização das turmas separadas por sexo ocorre a partir da visão e orientação dos professores de Educação Física, fato que é assumido pela direção da escola que parece acatar sem promover uma reflexão sobre a situação. O trabalho realizado com turmas mistas e aulas coeducativas surge como uma possibilidade de solução dos problemas encontrados nesta pesquisa.
Abstract The main objective of this paper was reflect on the possible implications of the organization of the classes separated by gender or mixed in behavior and student achievement in classes of physical education, once in the mentioned school Physical Education classes are organized by separate gender. Such situation experienced during the curricular internship presents a theme that has been debated in the area, discussing issues that instigate further debate. Therefore it was developed a theoretical framework focusing on physical education, sports, gender and coeducation, broadening the understanding of concepts that crossed the interpretation of the elements collected in the research. This paper is a qualitative research, configured through a case study developed in a Public State High School of Porto Alegre. The strategies used to collect data were semistructured interview and observation. The data analysis identified that there are different positions regarding the forms of class organization. With relation to mixed classes, although not the form of organization adopted by the school teachers, the manifestation of the interlocutors indicates the possibility of improving the relationship and interactions between students and developing respect for differences. The separation of classes by gender is justified in the school by the argument that there is a lack of motivation from girls, where biological and psychological differences between genders demonstrate lower performance capabilities and movement skills of the girls. In the view of the students the separation justified by the fears and constraints caused by the boys aggressiveness and immaturity, and their lack of freedom when the classes are mixed. The study suggests that the organization of classes separated by gender occurs from the vision and guidance of the teachers of physical education, a fact that is assumed by the school which seems to accept without further reflection on the situation. The work with mixed groups and coeducational classes emerges as a possible solution of the problems found in this research.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70290
Arquivos Descrição Formato
000875878.pdf (414.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.