Repositório Digital

A- A A+

A capacidade funcional de idosas participantes em programas de exercício físico da ESEF/UFRGS

.

A capacidade funcional de idosas participantes em programas de exercício físico da ESEF/UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A capacidade funcional de idosas participantes em programas de exercício físico da ESEF/UFRGS
Autor Baldi, Emanuel Lopes
Orientador Cardoso, Marcelo Francisco da Silva
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Capacidade funcional
Exercício físico
Idoso
[en] Elderly
[en] Exercise
[en] Functional capacity
Resumo O presente estudo tem por objetivo geral descrever e avaliar a capacidade funcional de mulheres idosas que participam de programas de exercício físico na ESEF/UFRGS. O objetivo específico definido foi: verificar se há diferenças significativas na capacidade funcional entre o grupo de idosas que participam do programa de exercício físico gerido pelo projeto “CELARI” (Centro de Esporte, Lazer e Recreação do Idoso) e o grupo de idosas que participam apenas do projeto “Caminhada Orientada” na ESEF/UFRGS. Metodologia: a amostra foi composta de forma mista, uma parte compreendida por dados coletados na prática, referentes ao grupo de mulheres idosas integrantes do projeto “Caminhada Orientada” e outra parte da amostra corresponde aos dados, obtidos de forma secundária, o projeto de extensão “CELARI” coletados em 2011, somando um total de 172 sujeitos. Instrumento: para avaliar a capacidade funcional utilizamos a bateria de testes Fullerton, desenvolvida por Rikli e Jones (1999). Para a descrição do perfil da capacidade funcional dos idosos recorreremos à estatística descritiva, apresentando valores médios e desvios padrão. Nas comparações entre os grupos utilizaremos a estatística inferencial, adotando o teste T Student para amostras independentes. O software adotado será o SPSS v.18 e o nível de significância mantido em 5%. Resultados: força de membros inferiores grupo1 CELARI 19,0±5,4; grupo2 Caminhada Orientada 12,9±1,5; força de membros superiores grupo1 21,2±6,7 e grupo2 17,4±3,0; agilidade grupo1 4,91±1,0, grupo2 4,98±0,81; resistência aeróbia grupo1 516,2±91,6 e grupo2 555,0±91,7. Nas comparações entre os grupos encontramos diferenças significativas na força de membros superiores e inferiores. Os índices médios mais elevados foram apresentados pelo grupo de idosas do projeto CELARI. Nas demais variáveis não foram evidenciadas diferenças estatisticamente significativas. Conclusões: O trabalho realizado com as idosas no projeto CELARI apresenta uma maior efetividade na melhoria e manutenção da capacidade funcional.
Abstract The present study aims to describe and evaluate the overall functional capacity of elderly women who participate in exercise programs in ESEF / UFRGS. The specific goal was set: to determine whether there are significant differences in functional capacity between the elderly group participating in the exercise program managed by the project "CELARI" (Recreation, Leisure and Sports Centre for the Elderly) and the older group only participating project "Oriented Walking" on ESEF / UFRGS. Methodology: The sample was composed of mixed form, a piece comprised of data collected in practice, referring to the group of elderly women members of the project "Oriented Walking" and another part of the sample corresponds to the data obtained in a secondary way, the extension project "CELARI" collected in 2011, adding a total of 172 subjects. Instrument: to assess the functional capacity of the battery used tests Fullerton, developed by Rikli and Jones (1999). For the description of the profile of the functional capacity of older people will resort to descriptive statistics, with mean values and standard deviations. Comparisons between the groups will use inferential statistics, adopting the Student t-test for independent samples. The software will be adopted SPSS v.18 and the significance level maintained at 5%. Results: lower limb strength group1 CELARI 19.0 ± 5.4, 12.9 ± Oriented Walking group2 1.5, upper limb strength group1 group2 21.2 ± 6.7 and 17.4 ± 3.0; agility group1 4.91 ± 1.0, 4.98 ± 0.81 group2; endurance group1 group2 516.2 ± 91.6 and 555.0 ± 91.7. Comparisons between the groups found no significant differences in the strength of upper and lower limbs. The rates were higher for the older group presented the project CELARI. The remaining variables did not show statistically significant differences. Conclusions: The work with the elderly in CELARI project presents a greater effectiveness in improving and maintaining functional capacity.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/70339
Arquivos Descrição Formato
000875933.pdf (572.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.