Repositório Digital

A- A A+

A rede de saúde mental na 1ª Coordenadoria Regional de Saúde: um olhar a partir das internações no Hospital Psiquiátrico São Pedro

.

A rede de saúde mental na 1ª Coordenadoria Regional de Saúde: um olhar a partir das internações no Hospital Psiquiátrico São Pedro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A rede de saúde mental na 1ª Coordenadoria Regional de Saúde: um olhar a partir das internações no Hospital Psiquiátrico São Pedro
Autor Oliveira, Clarice Coelho de
Orientador Baldi, Mariana
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão em Saúde UAB.
Assunto Reforma psiquiátrica
Saúde mental
Sistema Único de Saúde
Resumo A concretização da Reforma Psiquiátrica no Brasil, dentro dos princípios e diretrizes do SUS, tem sido um constante desafio para trabalhadores, gestores e usuários da saúde mental. A histórica tentativa em realizá-la definitivamente esbarra em práticas e discursos tradicionais sobre a loucura extremamente arraigados na sociedade. A Secretaria Estadual de Saúde do RS (SES/RS) e o Departamento de Ações em Saúde (DAS) estão organizados em sete macrorregionais, que são a condensação das dezenove coordenadorias regionais de saúde (CRS) em grupos, por aproximação territorial, com objetivo político de organizar os sistemas locais e regionais de saúde, segundo os princípios do SUS (Plano Diretor de Regionalização, 2000). Nessa lógica de organização regionalizada é implantada a Linha de Cuidado em Saúde Mental. Atualmente, a coordenação estadual de saúde mental vem apresentando, junto às CRS, a linha de cuidado “O cuidado que eu preciso” para os municípios, com a proposta que seja feita uma pactuação entre gestor municipal e estadual, através de um Termo de Adesão à Linha de Cuidado. Este trabalho relata a experiência na gestão em saúde através da inserção do Terceiro Ano Opcional da Residência Multiprofissional da Escola de Saúde Pública (ESP) no processo de articulação da rede de saúde mental a partir da Atenção Básica, considerando a cogestão, a educação permanente e o apoio institucional como estratégicos ao processo. Para iniciá-lo, foi escolhida a 1ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), pois concentra as cidades da região metropolitana que apresentam os maiores índices de internações no HPSP. Primeiramente foi feito um mapeamento da rede de saúde que cada município dispõe, analisando suas potencialidades e fragilidades e, após, realizadas rodas de conversa com gestores e trabalhadores da rede de saúde. Neste momento, discutiu-se sobre quais ações poderiam ser desenvolvidas em nível regional e municipal para potencializar o cuidado ao usuário no território.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/70371
Arquivos Descrição Formato
000869983.pdf (954.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.