Repositório Digital

A- A A+

O efeito antioxidante da Boswellia serrata no modelo experimental de colite induzida por ácido acético

.

O efeito antioxidante da Boswellia serrata no modelo experimental de colite induzida por ácido acético

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O efeito antioxidante da Boswellia serrata no modelo experimental de colite induzida por ácido acético
Autor Hartmann, Renata Minuzzo
Orientador Marroni, Norma Anair Possa
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Ácido acético
Antioxidantes
Boswellia
Colite ulcerativa
[en] Boswellia serrata
[en] Oxidative stress
[en] Ulcerative colitis
Resumo Introdução: A retocolite ulcerativa indeterminada é uma doença inflamatória que envolve exclusivamente o cólon e o reto, sendo caracterizada por infiltrado leucocitário e úlceras superficiais na mucosa intestinal. A produção e liberação de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio parecem ser cruciais na determinação da fisiopatologia da doença, pois resultam em dano oxidativo. A partir dessas informações, a busca por opções terapêuticas com propriedades antioxidantes são importantes e têm sido testadas na colite experimental. Objetivo: Este estudo tem como objetivo avaliar os efeitos do extrato seco da planta Boswellia serrata em modelo experimental de colite induzida por ácido acético sobre os danos teciduais, a pressão anal esfincteriana, o estresse oxidativo, a atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD) e glutationa peroxidase (GPx) e atividade da glutationa (GSH), a concentração dos metabólitos do óxido nítrico e expressão da enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS) por imunohistoquímica. Material e métodos: Foram utilizados 25 ratos Wistar machos, com peso médio de 350g, divididos em 5 grupos: Controle (CO); Controle+Boswellia serrata (C+B); Colite (CL); Colite+Boswellia serrata (CL+B) e Boswellia serrata+Colite (B+CL). Os animais foram submetidos à administração intracolônica por enema com solução de ácido acético diluído a 4% e com volume de 4 mL. O tratamento com o extrato aquoso da planta via oral, na dose de 34,2 mg/Kg diluído em 4 mL de solução fisiológica, ocorreu uma vez ao dia durante 48 horas antes e após a indução da colite. Foi realizada a medida de pressão anal esfincteriana dos animais. As análises histológicas do intestino foram através da coloração de Hematoxilina-Eosina e realizada imunohistoquímca com anticorpo iNOS. O homogeneizado do intestino foi utilizado para avaliação da lipoperoxidação (LPO) através das substâncias reativas ao acido tiobarbitúrico (TBARS), avaliação dos metabólitos do óxido nítrico pela técnica de nitritos e nitratos totais, avaliação da atividade das enzimas antioxidantes SOD e GPx e avaliação da GSH. Resultados: Na análise da pressão anal esfincteriana os animais dos grupos CL+B e B+CL apresentaram um aumento significativo em relação ao grupo CL. Nos níveis de LPO e metabólitos do óxido nítrico foi observada uma diminuição significativa nos grupos CL+B e B+CL quando comparados ao grupo CL. A atividade da SOD mostrou um aumento no grupo CL e uma diminuição significativa nos grupos CL+B e B+CL equivalendo à média do grupo CO. A GPx e GSH apresentaram um aumento significativo nos grupos CL+B e B+CL em relação ao grupo CL. Conclusão: Sugerimos que a administração do extrato da planta Boswellia serrata possa ser uma possibilidade de terapia antioxidante na colite ulcerativa.
Abstract Introduction: Ulcerative rectocolitis is an inflammatory disease that involves only the colon and rectum, being characterized by leukocyte infiltrate and superficial ulcers in the intestinal mucosa. The production and release of reactive oxygen and nitrogen species appears to be crucial in determining the pathophysiology of the disease, since both result in oxidative damage. Therefore, the search for treatment options with antioxidant properties is important currently and has been tested in experimental colitis. Objective: This study aimed to evaluate the effects of dry extract of Boswellia serrata plant in an experimental model of colitis induced by acetic acid on tissue injury, anal sphincter pressure, oxidative stress, on the activity of antioxidant enzymes superoxide dismutase (SOD), glutathione peroxidase (GPx) and glutathione (GSH), concentration of nitric oxide metabolites and expression of inducible nitric oxide synthase enzyme (iNOS) by immunohistochemistry. Methods: We used 25 male Wistar rats with an average weight of 350g, divided into 5 groups: control (CO), Control + Boswellia serrata (CO+B); Colitis (CL); Colitis + Boswellia serrata (CL+B) and Boswellia serrata + colitis (B+CL). The animals were submitted to intracolonic administration by enema with acetic acid solution diluted to 4% in a volume of 4 ml. The treatment with aqueous plant extract was performed orally at a dose of 34.2 mg/kg diluted in 4 ml of saline. The administration occurred once daily for 48 hours before and after the induction of colitis. We performed the measurement of anal sphincter pressure animals. Histological analyzes of bowel the after were made staining with hematoxylin-eosin and immunohistochemistry, performed with iNOS antibody. The homogenized intestine was used for evaluation of lipid peroxidation (LPO) through thiobarbituric acid reactive substances (TBARS), assessment of nitric oxide metabolites by the technique of total nitrites and nitrates and evaluation of the antioxidant enzymes SOD, GPx and GSH. Results: The analysis of anal sphincter pressure of the animals in groups CL+B and B+CL showed a significant increase when compared to the CL group. LPO and nitric oxide metabolites levels demonstrated significant decrease in groups CL+B and B+CL when compared to CL. SOD activity showed an increase in CL group and a significant decrease in groups CL+B and B+CL, remainig to the average of the CO group. The GPx and GSH showed a significant increase in groups CL+B and B+CL group when compared to CL group. Conclusion: We suggest that the administration of Boswellia serrata plant extract may be a possibility of antioxidant therapy in ulcerative colitis.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/70400
Arquivos Descrição Formato
000877226.pdf (1.489Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.