Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do efeito analgésico preemptivo do lumiracoxibe comparado com placebo nas primeiras 24 horas de pós-operatório

.

Avaliação do efeito analgésico preemptivo do lumiracoxibe comparado com placebo nas primeiras 24 horas de pós-operatório

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do efeito analgésico preemptivo do lumiracoxibe comparado com placebo nas primeiras 24 horas de pós-operatório
Outro título Evaluation of the analgesic effects of the lumiracoxib compared with placebo in the 24 first postoperative hours
Autor Molon, Vilmar
Kruel, Cleber Dario Pinto
Maioli, Desiré Tarso
Caran, Juliana Zanrosso
Lovison, Raquel Cristina
Resumo Objetivo: Testar o lumiracoxibe, utilizado preemptivamente contra um placebo, e analisar o consumo de analgésicos (dipirona e tramadol) nas primeiras 24h do pós-operatório. Métodos: Sessenta pacientes submetidas à mamoplastia de aumento, sob anestesia peridural, foram selecionadas e divididas de forma randomizada em dois grupos – GI e GII. Sessenta minutos antes da operação, por via oral, as 30 pacientes do GI receberam um comprimido de lumiracoxibe 400mg, e as 30 do GII um comprimido de placebo. A dor pós-operatória foi avaliada através da escala analógica visual, graduada de 0 (sem dor) a 10 (dor de maior intensidade), sendo aplicada sempre que houvesse referência de dor. Para escores obtidos iguais ou menores que 4, a paciente recebia 15mg/kg de dipirona, até máximo de um grama, via venosa. Para escores de 5, 6 ou 7, recebia 50mg de tramadol por via venosa. Escores de 8 ou mais eram tratados com 0,5mg/kg de meperidina endovenosa. Resultados: Os escores obtidos no GI foram significativamente menores que os do GII dentro das primeiras 24 horas, resultando em consumo 20% menor de dipirona e 56% menor de tramadol. Da mesma forma, observou-se que o tempo para solicitação de analgésicos pela primeira vez no pós-operatório foi de 191 minutos maior no GI. Conclusão: O emprego do lumiracoxibe preemptivamente mostrou-se efetivo no combate à dor pós-operatória, reduzindo consideravelmente o consumo global de analgésicos nesse período e aumentando o tempo de solicitação de analgésico pela primeira vez.
Abstract Objectives: To test lumiracoxib used preemptively against a placebo, and to analyse the analgesic administration (dipirona and tramadol) in the 24 first postoperative hours. Methods: Sixty patients undergone to a breast aumentation, under epidural anesthesia, were selected and put randomly in two groups - GI and GII. Sixty minutes before the surgery, it was administered orally, one pill of lumiracoxib 400mg to the 30 GI patients and one pill of placebo to the 30 GII patients. The postoperative pain was evaluated through the visual analogic scale, ranged from 0 (painless) to 10 (most intensive pain), being applied to the patient whenever having pain. For the same scores or under 4, it was administered intravenously 15mg/kg of dipirona up to a maximum of 1g. For scores of 5, 6 or 7, the patient had intravenously 50mg of tramadol. Scores 8 or more were treated intravenously with 0,5 mg/kg of meperidine. Results: The scores in GI were significantly lower than the ones obtained in GII within the first 24 hours, with the need of 20% less dipirona and 56% of tramadol in this period of time. In the same way, it was observed that analgesic solicitation for the first time had a delay of 191 minutes in GI in comparison to GII. Conclusion: The use of lumiracoxib preemptively, was effective in the treatment of postoperative pain, reducing considerably the consume of analgesics, and enlarging the time for the first medication.
Contido em Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Rio de Janeiro. Vol. 36, n. 1 (2009), p. 3-8
Assunto Analgesia
Período pós-operatório
Procedimentos cirúrgicos ambulatórios
[en] Ambulatory surgical procedures
[en] Postoperative period
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/70658
Arquivos Descrição Formato
000720256.pdf (47.29Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.