Repositório Digital

A- A A+

De carcaças e máquinas de quatro estômagos : estudo das controvérsias sobre o consumo e a produção de carne no Brasil

.

De carcaças e máquinas de quatro estômagos : estudo das controvérsias sobre o consumo e a produção de carne no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título De carcaças e máquinas de quatro estômagos : estudo das controvérsias sobre o consumo e a produção de carne no Brasil
Autor Dias, Caetano Kayuna Sordi Barbará
Orientador Lewgoy, Bernardo
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Assunto Agropecuária
Antropologia social
Brasil
Carne bovina
Consumo de carne
Direito dos animais
Etnografia
Socioambientalismo
[en] Anthropology
[en] Meat
[en] Public controversy
Resumo O Brasil possui a segunda maior população bovina do planeta. É também o segundo maior produtor de carne bovina do mundo (ultrapassado somente pelos Estados Unidos) e o maior exportador deste produto. O mesmo sucesso ocorre com a avicultura e a suinocultura nacional. Em paralelo a esta dinâmica de crescimento do sistema-carne, tem-se verificado a emergência de discursos críticos à pecuária e ao consumo de carne em geral, sejam eles vinculados à militância por direitos e bem-estar animal, ou às questões envolvendo o meio-ambiente e a saúde humana. Através de metodologia qualitativa e etnográfica, este trabalho contrasta os argumentos e expressões retóricas de representantes e críticos da carne em três principais eixos: relações humano-animais e socioambientais envolvidas na produção de carne; carnivorismo e comensalismo; impactos do consumo de carne na constituição biológica e moral do ser humano. A partir da ideia de rastreamento de fluxos discursivos, a pesquisa visa mapear a paisagem fenomenal das contemporâneas “guerras da carne”, procurando elencar elementos para responder à seguinte questão: o que está em jogo, para as sociedades modernas, quando produzem e consomem carne?
Abstract Brazil possesses the second largest bovine population in the world. It is also the second largest producer of beef (surpassed only by the United States of America), as well as the largest world exporter of this product. The same success occurs with Brazilian aviculture and swine breeding. However, an emerging criticism of stockbreeding and meat consumption in general has marked a parallel presence to this ever expanding meat system. They are linked to militancy in favor of animal wellbeing and rights and questions involving the environment and human health. Through qualitative and ethnographic analysis, the investigation contrasts the arguments and rhetorical expressions of meat representatives and critics in three main axes: human-animal relations and environmental issues involved in the production of meat; carnivorism and commensalism; impacts of meat consumption on biological and moral constitution of the human-being. Through the idea of tracking discursive flows, the research aims to chart the phenomenal landscape of contemporary “meat wars”, seeking elements to answer the follow question: what is at stake for modern societies when they produce and consume meat?
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/70673
Arquivos Descrição Formato
000877368.pdf (5.525Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.