Repositório Digital

A- A A+

A escrita da história por jornalistas : diálogos e distanciamentos com a historiografia acadêmica : o caso Elio Gaspari

.

A escrita da história por jornalistas : diálogos e distanciamentos com a historiografia acadêmica : o caso Elio Gaspari

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A escrita da história por jornalistas : diálogos e distanciamentos com a historiografia acadêmica : o caso Elio Gaspari
Autor Ravazzolo, Ângela
Orientador Cezar, Temistocles Americo Correa
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Ditadura militar
Escrita da história
Gaspari, Elio
Golpe militar : 1964
História do Brasil
História e Jornalismo
Historiografia
Jornalista
[en] Contemporary history
[en] Coup
[en] History
[en] Journalism
[en] Militar dictatorship
Resumo Este trabalho tem como proposta central investigar as aproximações e os distanciamentos, as semelhanças e as diferenças entre dois campos de atuação: a história e o jornalismo. Embora tenham especificidades e características muito próprias, os dois ofícios dividem algumas práticas em comum, entre elas contar histórias. O que se propõe aqui é um debate teórico e uma interpretação da escrita da história protagonizada por jornalistas. Os quatro volumes da série As ilusões armadas, publicados entre 2002 e 2004 pelo jornalista brasileiro Elio Gaspari, funcionam como um pano de fundo para discutir alguns conceitos-chave da história e do jornalismo, como fato histórico e notícia, entrevista e fontes orais, a crítica da fonte, além de debater a escrita da história, especialmente quando ela é executada por repórteres que se valem das técnicas jornalísticas para construir obras de maior fôlego, a partir de temas, momentos e personagens históricos. Para compor os quatro capítulos, foram fundamentais os textos de autores que pensam sobre a história a partir de reflexões teóricas, como Paul Ricoeur, François Hartog, Jörn Rüsen e Reinhart Koselleck, além dos trabalhos produzidos no Institut d´Histoire du Temps Présent (IHTP). Entre os teóricos do jornalismo, as pesquisas de Nelson Traquina e Luiz Gonzaga Motta balizaram as discussões em torno da notícia e da pretensa objetividade jornalística. Na primeira parte, a tese de Tobias Peucer (1690) foi ponto de partida para as (antigas) relações entre história e jornalismo. O capítulo seguinte trata do conceito de notícia, do fato histórico e de como esses dois temas aparecem nos livros de Gaspari. O terceiro capítulo analisa como o jornalista se apropria das fontes, unindo técnicas da história e do jornalismo para construir o texto. As estratégias de escrita do autor estão apresentadas no quarto e último capítulo, mescladas com discussões teóricas e metodológicas a respeito da escrita da história. Gaspari escreve livros históricos com técnicas da reportagem e do jornalismo e, assim, compõe uma produção classificada neste tese como “híbrida”.
Abstract This paper has the objective of investigating the approach and gaps, the possibilities and differences, between two action fields: History and journalism. Tough having their very own characteristics and specifications, the two occupations share a few practices, and telling stories is one of them. The purpose here is a theoric debate and an interpretation on the historic writing performed by journalists. The four volumes of "As Ilusões Armadas", published between 2002 and 2004 by Brazilian journalist Elio Gaspari, work like a background for discussing key-concepts of journalism and history, as both historic fact and news, interview and oral source, the critic on the source, and also debating the writing of history, specially when carried out by reporters who make use of journalism technics to build more breathtaking texts, from themes, moments, and historic characters. For making the four chapters, texts from authors that think about history from theoretical reflections, like Paul Ricoeur, François Hartog, Jörn Rüsen and Reinhart Koselleck, as well as papers produced at Institut d'Histoire du Temps Présent (IHTP). Between theoreticals of journalism, the researches of Nelson Traquina and Luiz Gonzaga Motta guided the discussions about news and the alleged journalistic objectivity. In the first part, Tobias Peucer's thesis (1690) served as a starting point for the (old) correlations between history and journalism. The following chapter deals with the concept of news, the historic fact and how these two themes are shown in Gaspari's books. The third chapter analyses how the journalist appropriates the used sources, and joins history and journalism technics to write a text. The author's writing strategies are introduced in the fourth and last chapter, mixed with theoretical and methodological discussions about the writing through history. Gaspari writes historical books using journalistic technics, creating an hybrid text.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/70683
Arquivos Descrição Formato
000876769.pdf (1.389Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.