Repositório Digital

A- A A+

A repercussão do suicídio de Getúlio Vargas e o processo de mitificação post-mortem no jornal Correio do Povo de Porto Alegre

.

A repercussão do suicídio de Getúlio Vargas e o processo de mitificação post-mortem no jornal Correio do Povo de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A repercussão do suicídio de Getúlio Vargas e o processo de mitificação post-mortem no jornal Correio do Povo de Porto Alegre
Autor Dias, Bibiana Soldera
Orientador Vargas, Anderson Zalewski
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Brasil
Correio do Povo (Jornal)
Getulismo
História do Brasil
História e Jornalismo
Mito político
Suicídio
Vargas, Getúlio 1882-1954.
[en] Death
[en] Political myth
Resumo Este trabalho analisa como foi a repercussão do suicídio do presidente Getúlio Vargas no jornal Correio do Povo de Porto Alegre na semana subseqüente ao fato acontecido na manhã do dia 24 de agosto de 1954. Este trabalho também estuda como se deu o processo de mitificação post-mortem de Getúlio Vargas, através da análise das reportagens, artigos, discursos e mensagens ―A pedido‖ publicadas no periódico em questão. Buscou-se uma metodologia adequada pra se trabalhar com as fontes e, sobretudo, uma teoria que abarcasse temas como: processo de mitificação e mito político, especificamente sobre o mito político Getúlio Vargas consolidado nacionalmente durante o Estado Novo, de 1937 a 1945, como atesta a historiografia. Destaca-se o episódio da morte trágica como o elemento que distingue o processo de mitificação post-mortem dos demais momentos de mitificação de Vargas. Outro importante aspecto deste trabalho são os discursos fúnebres publicados pelo jornal porto-alegrense: as falas de Osvaldo Aranha e João Goulart proferidas em frente ao esquife no dia do enterro do ex-presidente e a fala do deputado Rui Ramos proferida na Capital Federal no mesmo dia fatídico que o são-borjense pôs termo a própria vida. Ao longo dessas falas destacamos também a do ilustre morto que ecoava de sua carta testamento, usada como recurso retórico nas manifestações fúnebres. Além dessas falas destacam-se também a posição da UDN e da Igreja Católica, como instituições que não sacralizavam a figura de Vargas morto.
Abstract This work analyses the impact of President Getulio Vargas‘ suicide in the newspaper Correio do Povo from Porto Alegre during the succeeding week after the morning of August 24, 1954. Moreover, it examines through published reports, articles, speeches and ―requested messages‖ how occurred the post-mortem mythification of Vargas. A suitable methodology and theory were used to address the sources on topics such as: process of mythification and political myth, specifically on the nationally consolidated Vargas‘ political myth during the Estado Novo period, from 1937 to 1945, as historiography attests. The tragic death episode is highlighted as the element that distinguishes the process of post-mortem mythification from other moments of Vargas‘ mythification. Another important aspect of this work are the published eulogies in the newspaper of Porto Alegre: the speeches of João Goulart and Osvaldo Aranha occurred in front of the coffin at the funeral day and the speech of deputy Rui Ramos in the federal capital in the very same fateful day that President Vargas ended his own life. Along these speeches is also highlighted the illustrious speech of Getúlio which echoed from his suicide note, used as a rhetorical asset in mournful demonstrations. Beyond these speeches, the UDN and the Catholic Church perspectives are highlighted, as institutions that did not canonize the figure of the dead Vargas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/70684
Arquivos Descrição Formato
000876789.pdf (2.977Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.