Repositório Digital

A- A A+

Diásporas mentais e mentes diaspóricas : emergências, novas tecnologias, música, educação

.

Diásporas mentais e mentes diaspóricas : emergências, novas tecnologias, música, educação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diásporas mentais e mentes diaspóricas : emergências, novas tecnologias, música, educação
Autor Lima, Maria Helena de
Orientador Dorneles, Malvina do Amaral
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Música
Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs)
[en] Diasporic minds
[en] Education
[en] Emergency
[en] Information and communication technologies
[en] Mental diasporas
[en] Ubiquitous music
Resumo A Tese constitui uma reflexão sobre emergentes comportamentos coletivos e individuais associados às TICs – Tecnologias da Informação e Comunicação - e que a partir de abordagem de pesquisa baseada na Perspectiva Eco-Sistêmica (construtivista, interacionista, sociocultural, afetiva e transcendente), procura reproduzir um caminho de referencias e reflexões teóricas e pessoais, individuais e coletivas. Pode-se considerar como ponto de partida desta Tese, a visualização de comportamentos individuais e coletivos relacionados às TICs associados a uma crescente necessidade de expressão e compartilhamento. Embora a Tese não esteja limitada ao aspecto musical, a reflexão que resultou neste trabalho, teve como principio a observação de uma intensa e crescente atividade musical, que não se limitavam apenas a trocas e escuta de arquivos, mas também a comportamentos protagonistas, criativos, não hierárquicos, relacionados à intervenção sobre os arquivos, composições coletivas, manipulação de códigos abertos e comunidades open code, e que são investigados pela linha de pesquisa em Música Ubíqua, que constitui uma das referências da Tese.Todos esses comportamentos, de forma geral, associados aos jovens, mas cada vez mais generalizados na sociedade e ampliados a todas as áreas. Comportamentos tribais segundo Maffesoli, ligados a uma visão cíclica que manifesta a necessidade humana de expressão de seus anseios, que são caracterizados por um estar junto, um presenteísmo, e um reenraizamento como necessidades profundas humanas, em resposta a uma sociedade estagnada pela racionalidade excessiva. Comportamentos que frisam, segundo Heidegger, o aspecto relacional do ser-aí como essencialmente ser-com-o-outro, e do jogo como parte da existência e dessa relação. Jogo, que por sua vez, se associa diretamente às nossas formas de relação com às TICs. Comportamentos emergentes que, para Johnson, estão ligados a padrões observáveis em diversos sistemas na natureza e na sociedade. Todos esses aspectos são relacionados à visão complexa de Morin sobre homo, em todas suas faces de manifestação no mundo: sapiens,faber,demens, ludens,mythologicus, que por sua vez impregnam nossas próprias relações com o mundo que construímos, e com a tecnologia que retroage sobre o mundo e sobre nós. Comportamentos que trazem potencialmente consigo um profundo questionamento do que somos, de nossos determinismos e possibilidades, de nossas constituições física, cerebral, mental, espiritual. De nossos limites e possibilidades. De nossos avanços e recuos. Trazem a possibilidade de reflexão sobre a ciência, e as tecnociências, que produzimos e que nos produz. Todas relações que refletem na forma como vemos, refletimos e fazemos educação em todos os níveis. A ideia das Diásporas mentais e das Mentes diaspóricas, procura sintetizar este movimento complexo, que nos potencializa a possibilidade de ser ao mesmo tempo, em vários espaços, tempos, que nos desimpede de limitações físicas, locais, sociais, que reafirma nossa identidade complexa, física e não-física, cerebral e mental, espiritual, contraditória e consensual, coletiva e individual.
Abstract The thesis is a reflection on emerging collective behavior and individual associated with ICT - Information and Communication Technologies -, and that from a research approach based on the Eco-Systemic Perspective (constructivist, interactionist, socio-cultural, emotional and transcendent), seeks to reproduce a path of references and theoretical personal, individual and collective reflections. The visualization of individual and collective behaviors related to ICTs associated with a growing need for expression and sharing may be considered as the starting point of this thesis. Although the thesis is not limited to the musical aspect, the reflection that resulted from this work had as a principal an intense and growing musical activity observation , which was not limited to file listening and exchanges, but also to the observation of protagonist, creative, not hierarchical behavior , related to the intervention on archives, collective composition, manipulation of open codes and open code communities, which are investigated by the line of research on Ubiquitous Music, which is one of the Thesis´ references. All these behaviors are generally associated with youth, but also are increasingly widespread in society and extended to all areas. Tribal behaviors according to Maffesoli, linked to a cyclical view that expresses the human need for their desires´ expression, which are characterized by a being together, a presenteeism, and a rerooting as a deep human need, in response to a stagnant society by an excessive rationality. Behaviors that, according to Heidegger, emphasize the relational aspect of being-there as essentially as being-with-the-other, and the game as part of the existence and this relationship. A game, which in his turn is directly associated to our way of relating to ICTs. Emergent behaviors that for Johnson are linked to the observable patterns in many systems in nature and in society. All these aspects are related to the complex view of Morin on homo in all its facets of manifestation in the world: sapiens, faber, demens, ludens, mythologicus, which in turn permeate our own relationship with the world we have built, and with the technology that retroacts on the world and on us. Behaviors that potentially bring with them a deep questioning of what we are, our possibilities and determinism, of our physical, brain, mental and spiritual constitution, of our limits and possibilities, our advances and retreats. Behaviors that bring the possibility of reflection on science, and technosciences, that we produce and that produce us, all relationships that reflect the way we see, reflect and make education at all levels. The idea of Mental Diasporas and Diasporic Minds, seeks to synthesize this complex movement, which enhances the possibility of us being at the same time in different spaces and times, which disengages us from physical, local and social limitations, which reaffirms our complex physical and non-physical, mental and cerebral, spiritual, contradictory and consensual, collective and individual identity.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/71283
Arquivos Descrição Formato
000879260.pdf (1.990Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.