Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da qualidade da informação sobre a causa básica de óbitos infantis no Rio Grande do Sul (Brasil)

.

Avaliação da qualidade da informação sobre a causa básica de óbitos infantis no Rio Grande do Sul (Brasil)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da qualidade da informação sobre a causa básica de óbitos infantis no Rio Grande do Sul (Brasil)
Outro título Assessment of the quality of information on basic causes of infant death in Rio Grande do Sul (Brazil)
Autor Fuchs, Sandra Cristina Pereira Costa
Nobre, Leticia C.
Victora, Cesar Gomes
Barros, Fernando C.
Lombardi, Cintia
Teixeira, Ana Maria B.
Resumo A partir de dados coletados para um estudo de casos e controles sobre mortalidade infantil por doenças infecciosas e desnutrição realizado em Porto Alegre e Pelotas, RS (Brasil), comparou-se as causas de óbito constantes do atestado médico com as causas obtidas através de uma revisão detalhada, realizada pela equipe da investigação. Concluiu-se que as estatísticas oficiais não são fidedignas, tendo havido sobre-registro de broncopneumonias (CID 485X) e de septicemias (CID 038.9), e sub-registro de gastroenterites (CID 009.1) e de mortes súbitas (CID 798.0). A concordância entre os atestados refeitos e os oficiais, em termos de grupos de causas de óbito, foi de apenas 27.9%.
Abstract The validity of the official information on the causes of infant deaths was studied in the Brazilian cities of Porto Alegre and Pelotas in 1985. Using data collected for a population-based casecontrol study of infant mortality due to infectious diseases or malnutrition, a comparison was made between the causes of death reported on the death certificates and those obtained after a careful review of case-notes and a medical interview with the parents of the deceased infants. Official death certificates showed an excess of deaths attribute to bronchopneumonia (ICD 485X) and septicemia (ICD 038.9), and an underestimation of the number of deaths due to diarrheal diseases (ICD 009.1) and of sudden infant deaths (ICD 798.0). The overall rate of agreement between official and revised certificates, in terms of groups of causes of death, was only 27.9%. Lower respiratory infections, which were the leading infectious cause of infant deaths according revision. to official statistics, were superseded by diarrheal diseases after this revision.
Contido em Revista de saúde pública. São Paulo. Vol. 23, n. 3 (1989), p. 207-213
Assunto Brasil
Mortalidade
Mortalidade infantil
[en] Death certificates
[en] Diseases classification
[en] Infant mortality
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/71391
Arquivos Descrição Formato
000061332.pdf (571.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.