Repositório Digital

A- A A+

Teste de Morisky-Green e brief medication questionnaire para avaliar adesão a medicamentos

.

Teste de Morisky-Green e brief medication questionnaire para avaliar adesão a medicamentos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Teste de Morisky-Green e brief medication questionnaire para avaliar adesão a medicamentos
Outro título The brief medication questionnaire and morisky-green test to evaluate medication adherence
Autor Ben, Ângela Jornada
Neumann, Cristina Rolim
Mengue, Sotero Serrate
Resumo OBJETIVO: Analisar a confiabilidade e o desempenho da versão em português de instrumentos de avaliação da adesão ao tratamento anti-hipertensivo. MÉTODOS: Pacientes hipertensos atendidos de janeiro a setembro de 2010 em uma unidade de atenção primária em Porto Alegre, RS, foram selecionados aleatoriamente (n = 206). Na avaliação da adesão foram utilizadas versões em português do Teste de Morisky-Green (TMG) e do Brief Medication Questionnaire (BMQ). Foram analisados consistência interna, estabilidade temporal e desempenho com relação a três padrões-ouro: controle inadequado da pressão arterial (≥ 140/90 mmHg); taxa insuficiente de retirada de medicação na farmácia da Unidade Básica de Saúde (< 80%); e a combinação de ambos. RESULTADOS: Dos pacientes avaliados, 97 utilizavam medicamentos dispensados somente pela farmácia da Unidade Básica de Saúde. Os testes apresentaram boa consistência interna: BMQ α de Cronbach de 0,66 (IC95% 0,60;0,73) e o TMG 0,73 (IC95% 0,67;0,79). O desempenho do BMQ no domínio regime apresentou sensibilidade de 77%, especificidade de 58% e área sob a curva ROC de 0,70 (IC95% 0,55;0,86), e o TMG sensibilidade de 61%, especifi cidade de 36% e área sob a curva ROC de 0,46 (IC95% 0,30;0,62). A correlação entre o BMQ e o TMG foi de r = 0,28, p > 0,001. A baixa adesão ao BMQ está associada a maiores níveis tensionais quando comparada com pacientes aderentes (148,4 [dp 20,1] vs 128,8 [dp 17,8], p < 0,001), mas não para o TMG. CONCLUSÕES: O BMQ apresentou melhor desempenho que o TMG, com maiores sensibilidade e especificidade. A avaliação da adesão pode auxiliar o clinico na discriminação entre uso inadequado da medicação e esquema terapêutico insuficiente.
Abstract OBJECTIVE: To analyze the reliability and performance of the Portuguese version of questionnaires used to evaluate adherence to hypertensive treatment. METHODS: Hypertensive patients attending a primary healthcare unit in Porto Alegre, Southern Brazil, from January to September 2010, were randomly selected (n = 206). To evaluate adherence, Portuguese versions of the Morisky-Green test (MGT) and the Brief Medication Questionnaire (BMQ) were used. The analysis considered internal consistency, temporal stability and performance compared to three gold standards, which are: inadequate control of blood pressure (BP ≥ 140/90 mmHg); insufficient rate of medication acquisition at the institution’s pharmacy (<80%) and a combination of both factors. RESULTS: Of the patients studied, 97 only used medications dispensed by the Basic Health Unit. The tests showed good internal consistency by Cronbach’s α: BMQ 0.66 (95%CI 0.60 to 0.73) and the MGT 0.73 (95%CI 0.67 to 0.79). The BMQ Regimen Screen had a sensitivity of 77%, specificity of 58%, and an area under the ROC curve of 0.70 (95%CI 0.55 to 0.86); for MGT sensitivity was 61%, specificity 36% and area under the ROC curve 0.46 (95%CI 0.30 to 0.62). The correlation between the BMQ and the MGT was r=0.28, p> 0.001. Low adherence per the BMQ is associated with higher blood pressure levels when compared to adherent patients (148.4 [SD 20.1] vs 128.8 [SD 17.8]; p <0.001), but not for the MGT. CONCLUSIONS: The BMQ showed better performance than the MGT, with greater sensitivity and specificity. Evaluation of adherence may help clinicians discriminate between inadequate use of medication and insufficient treatment regimen. DESCRIPTORS: Hypertension, therapy. Antihypertensive Agents, therapeutic use. Medication Adherence. Questionnaires, utilization. Sensitivity and Specificity. Reproducibility of Results.
Contido em Revista de saúde pública. São Paulo. Vol. 46, n. 2 (Abr. 2012), p. 279-89
Assunto Adesão à medicação
Anti-hipertensivos
Hipertensão
Questionários
[en] Antihypertensive agents, therapeutic use
[en] Hypertension, therapy
[en] Medication adherence
[en] Questionnaires, utilization
[en] Reproducibility of results
[en] Sensitivity and specificity
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/71445
Arquivos Descrição Formato
000852271.pdf (193.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000852271-02.pdf (181.5Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.