Repositório Digital

A- A A+

Perfil de suscetibilidade a antimicrobianos de isolados históricos de Staphylococcus hyicus comparado com isolados contemporâneos

.

Perfil de suscetibilidade a antimicrobianos de isolados históricos de Staphylococcus hyicus comparado com isolados contemporâneos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil de suscetibilidade a antimicrobianos de isolados históricos de Staphylococcus hyicus comparado com isolados contemporâneos
Outro título Antimicrobial susceptibility profile of historical Staphylococcus hyicus isolates compared to recent isolates
Autor Andrade, Mariana Roque de
Orientador Barcellos, David Emilio Santos Neves de
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Concentração inibitória mínima
Epidermite exsudativa suina
Resistência a antimicrobianos
Staphylococcus hyicus : Microbiologia
Suinocultura
[en] Antimicrobial resistance
[en] Exudative epidermitis
[en] Minimal inhibitory concentration
[en] Staphylococcus hyicus
[en] Swine
Resumo O presente estudo teve o objetivo de avaliar o perfil de sensibilidade in vitro de 171 isolados de Staphylococcus hyicus a nove antimicrobianos utilizados na suinocultura. A coleta das amostras foi realizada através de suabes de pele de leitões das fases de maternidade e creche provenientes de casos de epidermite exsudativa. As amostras foram submetidas ao isolamento e identificação e compreenderam dois grupos, classificadas de acordo com o período em que foram coletadas. O primeiro grupo foi formado por amostras históricas (80 isolados) provenientes de estudos anteriores entre 1975 a 1984 no Rio Grande do Sul, e mantidos liofilizados no laboratório de sanidade do Setor de Suínos (FAVET-UFRGS), e o segundo grupo (91 isolados) coletados no ano de 2012 nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais. A realização do teste de susceptibilidade foi feita utilizando a técnica de diluição em ágar conforme protocolo M31-A3 do CLSI. Através de valores de Concentração Inibitória Mínima (CIM), foi obtido o perfil quantitativo de resistência em relação a nove antimicrobianos utilizados na suinocultura. A análise estatística possibilitou a avaliação de mudanças entre os dois grupos de amostras isoladas em diferentes épocas. Os resultados obtidos nesse estudo revelaram que para todas as cepas obtidas os beta-lactâmicos (ceftiofur e amoxicilina) foram os antimicrobianos mais ativos, com CIM para 90% dos isolados históricos (CIM90) de 0.5 μg/mL e 2.0 μg/mL para isolados recentes. A lincomicina, sulfametoxazol e tilmicosina foram os antimicrobianos menos ativos, com CIM90 variando de 128 a 256 μg/mL. O aumento na resistência entre o grupo de amostras históricas e recentes foi observado em seis dos nove antimicrobianos testados (amoxicilina, enrofloxacina, florfenicol, lincomicina, tilmicosina e tiamulina), em particular para a enrofloxacina e tiamulina. No caso do sulfametoxazole e tetraciclina, não foram observadas diferenças significativas na resistência, entretanto altos valores de CIM foram observados nos dois grupos avaliados (p<0,05).
Abstract This study was performed to evaluate the "in vitro" susceptibility profile of 171 Staphylococcus hyicus isolates from cases of exudative epidermitis to nine antibiotics used in pig production. Sample consisted of skin swabs from weanling and nursery piglets from farms suspected of exudative epidermitis. Samples were processed for bacterial isolation and identification and divided in two groups, according to the time of collection. The first group comprised historical samples (80 isolates) from previous studies (1975-1984) conducted in the state of Rio Grande do Sul, and stocked lyophilized in Swine Health Lab (FAVET-UFRGS), and the other group (91 isolates) formed by isolates collected in 2012 in the states of Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná and Minas Gerais, Brazil. The test was carried out using agar dilution protocol, according to M31-A3 CLSI. Through Minimal Inhibitory Concentrations (MIC) data, analysis was performed to get a quantitative profile of resistance to antimicrobials. Statistical analysis was performed to evaluate changes in resistance between the groups studied. Results showed that beta-lactam (ceftiofur and amoxicillin) were the most active antimicrobials for all strains tested, with the lowest MIC for inhibition of 90% of isolates (MIC90) of 0.5 μg/ml for historical isolates and of 2.0 μg/ml for recent isolates. Lincomycin, sulfamethoxazole and tilmicosin were the less active antimicrobials, with MIC90 varying from 128 to 256 μg/ml. Significant increase in resistance between historical and recent strains was observed for six out of nine antimicrobials tested (amoxicillin, enrofloxacin, florfenicol, lincomycin, tilmicosin and tiamulin), in particular for enrofloxacin e tiamulin. For sulfamethoxazole and tetracycline there was no significant differences in resistance between strains collected in different periods, however high MIC values were observed for these drugs.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/71573
Arquivos Descrição Formato
000879917.pdf (656.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.