Repositório Digital

A- A A+

Os agentes comunitários de saúde e a comunidade : um olhar pela qualidade

.

Os agentes comunitários de saúde e a comunidade : um olhar pela qualidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os agentes comunitários de saúde e a comunidade : um olhar pela qualidade
Autor Wartner, Aline Zielinsky
Orientador Demarco, Diogo Joel
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão Municipal UAB.
Assunto Qualidade
Saúde da família
Serviços de saúde
Sistema Único de Saúde
Resumo Trata-se de pesquisa de abordagem qualitativa, um estudo exploratório baseado no método de estudo de caso, tendo como objetivo verificar quais os fatores que interferem na qualidade dos serviços prestados à comunidade pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), lotados na Unidade Saúde da Família, da cidade de São José do Norte. A Estratégia Saúde da Família (ESF) propõe um novo modo de cuidar da saúde, tendo a família como objeto de atenção, considerando-a em seu contexto social, econômico e cultural. A Unidade de Saúde da Família (USF) escolhida para este estudo é a quarta Equipe de Saúde da Família implantada no município – USF Helio Rossano - inaugurada dia 25 de outubro de 2007 na localidade da 5ª Secção da Barra, abrangendo os Bairros 5º Secção da Barra, Povoação da Barra, Pontal da Barra e Cocuruto. A Equipe de Estratégia da Família é composta por um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem, um dentista, um auxiliar de consultório dentário, uma higienizadora, uma recepcionista e sete agentes comunitários de saúde (ACS). Os ACS convivem com a realidade e as práticas de saúde do bairro onde moram e trabalham, possuem atribuições especificas e preconizadas pelo Ministério da Saúde. Assumem uma posição estratégica de mediadores entre a comunidade e o pessoal de saúde, podendo assumir papel ora como facilitadores, ora como empecilhos nessa mediação. Os sete ACS da USFHelio Rossano participaram da técnica de Grupo Focal cujos resultados foram agrupados em três categorias: Desvalorização do Trabalho do ACS; Condições adversas que dificultam o trabalho do ACS; Falta de capacitação X Controle Social. A maior parte dos resultados apresentados nesta pesquisa aponta fatores negativos que prejudicam a qualidade dos serviços prestados pelos ACS os quais refletem a desvalorização do trabalho destes profissionais no que se refere às questões de baixo salário, falta de apoio emocional, assim como ausência de capacitação para os ACS.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/71829
Arquivos Descrição Formato
000873720.pdf (310.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.