Repositório Digital

A- A A+

EJA : entre a utopia e a prática com qualidade

.

EJA : entre a utopia e a prática com qualidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título EJA : entre a utopia e a prática com qualidade
Autor Mattes, Kelli Caroline
Orientador Genro, Maria Elly Herz
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Educação de jovens e adultos
Prática pedagógica
[en] Quality
[en] Young adults and adults education
Resumo A Educação de Jovens e Adultos, segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira, é uma modalidade de ensino desenvolvida com o intuito de proporcionar a formação daquelas pessoas que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio, na idade própria. Implementada pelos padres jesuítas com o objetivo de garantir a dominação dos índios pelos europeus, forçando a conversão à fé católica e aos costumes da Europa, em sua história manteve o caráter dominador e o objetivo de garantir a ampliação da produtividade, fiel à ideologia capitalista. Diversos governos (assistencialistas, ditadores ou populares) se passaram até que a EJA fosse efetivamente reconhecida como modalidade de ensino e fosse garantido o debate democrático visando a elaboração colaborativa de práticas que visem o desenvolvimento das capacidades do indivíduo. Tendo perpassado em sua história por variadas concepções de educação e se revestido de diferentes roupagens – da tradicional à pedagogia libertadora – na atualidade desenvolve-se pautada em fóruns de discussão, numa legislação que reconhece a necessidade de haver um currículo específico e metodologias apropriadas à modalidade e já tem garantido investimento através do FUNDEB – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação. Neste cenário, a presente monografia é voltada à reflexão sobre a forma como tem sido desenvolvida esta modalidade de ensino, estando especificamente focada nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental. É resultante de pesquisas bibliográficas de diversos autores da área da educação e da análise reflexiva referente ao período de estágio curricular obrigatório, realizado com alunos de Educação de Jovens e Adultos, do 3º ao 5º ano. O objetivo geral foi investigar a implementação da Educação de Jovens e Adultos no país, perpassando pelos programas e campanhas implementados, com o intuito de compreender a modalidade na atualidade a partir da análise de suas fases de implementação, bem como, a partir da análise dos referenciais e indicadores de qualidade na educação, destacados pela UNICEF, PNUD e INEP – MEC em Indicadores da qualidade na educação/ Ação Educativa, por João Catarin Mezomo em Educação qualidade: a escola volta às aulas e por Cecília Braslavasky em Dez fatores para uma educação de qualidade, dentre outros autores, questionar a forma como tem se desenvolvido essa modalidade de ensino. A partir da minha experiência durante o período de estágio pude perceber a precariedade do material didático disponibilizado a essa faixa etária, a preferência por parte dos alunos pela metodologia tradicional de ensino (onde reproduziam suas vivências do mercado de trabalho e as lembranças do curto período em que freqüentaram a escola), o desinteresse inicial pela pesquisa, debate e construção colaborativa do conhecimento, além da não utilização de tecnologias e materiais concretos que enriqueceriam a aprendizagem. A partir destas constatações e da bibliografia pesquisada, percebi a necessidade de mudanças significativas. Observando-se os indicadores abordados nesta monografia, sem dúvida alguma, serão reduzidos os índices de evasão, será ampliado o aproveitamento escolar e o educando jovem ou adulto encontrará na sala de aula o que busca e necessita: uma educação de qualidade que garanta o seu desenvolvimento.
Abstract Young adults and adults education, according to the Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira, is a a teaching method developed with the aim of providing training to those people who do not get access or continue their studies in elementary and secondary school, at the appropriate age. Implemented by Jesuit priests in order to ensure the domination of Indians by Europeans, forcing their conversion to the Catholic Church and European habits, his story kept the domineering and the goal of ensuring the expansion of productivity, true to the capitalist ideology. Several governments (assistentialist, dictator or popular) has gone until EJA was effectively recognized as a teaching modality and has assured the democratic debate aiming the collaborative elaboration of practices that look at the individual capacities development. It has been traversed during its trajectory of various conceptions of education and also has been armed with different guises - the traditional pedagogy of liberation – nowadays, EJA is developed based on discussion forums, in a law that recognizes the need for a specific curriculum and appropriate methodologies to this modality and already has secured investment through FUNDEB - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação. In this scenario, this paper is focused on the reflection on the way this method of education has been developed, specifically focused on the early grades of elementary school. It is also the result of bibliographical research of several authors in the education field and the reflective analysis regarding the period of mandatory student teaching, conducted with students of Young Adults and Adults Education, from the 3rd to the 5th year. The overall objective was to investigate the implementation of Young Adults and Adults Education in this country, going through the programs and campaigns implemented in order to understand this modality nowadays from the analysis of its implementation stages, as well as from the analysis of benchmarks and quality indicators in education, highlighted by UNICEF, PNUD and INEP - MEC in Indicadores da qualidade na educação/ Ação Educativa, by João Catarin Mezomo, in Educação qualidade: a escola volta às aulas and by Cecília Braslavasky in Dez fatores para uma educação de qualidade, among others, to question how this teaching method has developed. From my experience during the student teaching, I could notice the precariousness of the teaching material available to this age group, the students’ preference of use traditional teaching methodology (in which they reproduced their labor market experiences and the memories of the short period in which they attended school), the initial disinterest in survey, discussion and collaborative knowledge building, besides the non-use of concrete materials and technologies that enrich learning. Based on these findings and the bibliographical research, I realized the need for significant changes. By taking a look at the indicators discussed in this paper, the dropout of school rates undoubtedly will be reduced, the school performance will be expanded and the or young adult or adult student will find what he seeks and needs: a quality education that ensures his development.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/71977
Arquivos Descrição Formato
000880536.pdf (482.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.