Repositório Digital

A- A A+

Fatores relacionados com as respostas da testosterona e do cortisol ao treinamento de força=Factors concerned with the testosterone and cortisol response to strength training

.

Fatores relacionados com as respostas da testosterona e do cortisol ao treinamento de força=Factors concerned with the testosterone and cortisol response to strength training

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores relacionados com as respostas da testosterona e do cortisol ao treinamento de força=Factors concerned with the testosterone and cortisol response to strength training
Outro título Factors concerned with the testosterone and cortisol response to strength training
Autor Cadore, Eduardo Lusa
Brentano, Michel Arias
Lhullier, Francisco Luiz Rodrigues
Kruel, Luiz Fernando Martins
Resumo Esse artigo visa revisar os resultados encontrados na literatura a respeito dos diversos fatores relacionados com a resposta hormonal aguda e crônica ao treinamento de força. Foi observado que existe uma estreita relação entre a treinabilidade de indivíduos submetidos ao treinamento de força e os níveis circulantes de testosterona nesses sujeitos. Além disso, outros parâmetros hormonais, tais como as razões entre a testos- terona e sua proteína carreadora e entre a testosterona com o cortisol, também foram relacionados com a capacidade de aumento de força. Diversos fatores ligados à sessão de treino, além das características da população investigada, influenciam a resposta hormonal aguda e crônica ao treinamento. Entre esses fatores, o volume e a intensidade são as principais variáveis ligadas à magnitude dessa resposta. A determinação de quais fatores possam estar estreitamente relacionados com a resposta hormonal ao treinamento de força pode ser importante para o estabelecimento de uma sessão de treino e uma periodização que otimizem o ambiente anabólico determinado pelas concentrações de testosterona e cortisol, e, dessa forma, maximizar os ajustes neuromusculares decorrentes desse tipo de treinamento.
Abstract This study aims to review the results found in the literature concerning a variety of factors related to the acute and chronic hormonal response to strength training. It has been observed that there is a close relationship between the trainability of individuals submitted to strength training and the circulating testosterone levels in these subjects. Moreover, other hormonal parameters, such as the ratios between testosterone and its binding protein and between testosterone and cortisol, were also related to the ability to increase strength. Besides the characteristics of the population investigated, several factors associated with the training session affect the acute and chronic hormonal response to training. Among them, volume and intensity are the main variables associated with the magnitude of this response. Determining which factors might be closely related to the hormonal response to strength training may be important to establish a training session and a periodization that optimize the anabolic environment determined by the testosterone and cortisol concentrations, and thus enhance the neuromuscular adaptations resulting from this type of training.
Contido em Revista brasileira de medicina do esporte. São Paulo. Vol. 14, n. 1 (jan./fev. 2008), p. 74-78
Assunto Educação física e treinamento
Hormônios
Sistema endócrino
[en] Acute hormonal response
[en] Endocrine adaptations
[en] Physical training
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/72058
Arquivos Descrição Formato
000826427.pdf (166.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.