Repositório Digital

A- A A+

Bri(n)coleur : uma experiência de pesquisa e formação em pedagogia hospitalar

.

Bri(n)coleur : uma experiência de pesquisa e formação em pedagogia hospitalar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Bri(n)coleur : uma experiência de pesquisa e formação em pedagogia hospitalar
Autor Prates, Camila Camargo
Orientador Axt, Margarete
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Criança hospitalizada
Formação
Pesquisa
Prática pedagógica
[en] Educator
[en] Hospital pedagogy
[en] Meaning production
[en] Pedagogic practice
[en] Rensearch education
Resumo Esta dissertação objetiva investigar alguns percursos de sentido nos processos de aprender, que emergiram no contexto de um espaço lúdico-pedagógico realizado junto ao projeto de pesquisa CIVITAS - Educação e Saúde (LELIC/ PPGEdu/ UFRGS) - que produziu uma composição com este estudo. Propõe um modo de intervenção lúdico-pedagógica e de pesquisa-formação relacionado tanto a crianças e adolescentes em situação de internação hospitalar quanto a um grupo de educadores hospitalares do Hospital de Clínicas de Porto Alegre/RS. Através de um exercício cartográfico que empregou diários, mapas de sentido e fluxografos como dispositivos de produção de dados, procurou-se estabelecer algumas relações entre enunciações e processos de ensino-aprendizagem, pelos quais se investigou: modos de se fazer educador e modos de se fazer aluno em ambiente hospitalar. Sob o viés da filosofia da diferença, abordou-se a disjunção entre ver e falar na pesquisa, que se levou a pensar um modo de conduzir a linguagem a “regiões de intensidade”. A partir da figura de um personagem conceitual - o professor bri(n)coleur -, construiu-se uma escrita como movimento de fuga, pela qual analisou-se acontecimentos impessoais, aquilo que se passa entre os sujeitos. Trata-se do agir ético-estético do educador que se propõe a pensar o sentido na linguagem. Assim, consideram-se movimentos da estética no aprender como processo e não apenas o aprender dirigido que se dá pelo reconhecimento. Discutem-se conceitos de saúde, doença, vida e morte, com os quais se conviveu durante a duração da proposta e através dos quais se pensou novos vieses de existência ética e estética do educador que trabalha neste ambiente. Pensa-se o tempo, mais especificamente o futuro, desvinculado de antecipações e previsões, mas, sim, vinculado à obra de arte enquanto um esforço inventivo e criador da própria vida. A intenção foi contribuir para instauração de um espaço de aprendizagem favorável à construção conceitual na relação com vivências afectivas e experiências perceptivas, para reflexão do fazer pedagógico de educadores comprometidos com este atendimento, bem como para pensar práticas pedagógicas que pudessem alavancar processos criadores no referido ambiente. A produção das análises deu-se em dois processos: um, no âmbito da reflexão analítica, e, outro, da experimentação estético-literária. O procedimento tornou-se aí o próprio processo, o próprio acontecimento, já que ocasionou um deslocamento do campo empírico, vivenciando-se o processo de escrita como uma nova situação. Uma analítica, que se propôs à experimentação, mostrando a captura daquilo pelo que se foi tocada. Considera-se que o educador que trabalha sob esta perspectiva intuitivo-artística de produção de si e do mundo estaria mais próximo da própria vida. Tendo por base a compreensão de que as relações sociais se dão na linguagem e que a língua é política, através da proposição da atenção às expressões e enunciações que permeiam o espaço educativo hospitalar, espera-se contribuir para com aqueles que têm interesse pelas práticas pedagógicas neste ambiente. Os resultados dão pistas para se pensar que o educador, em ambiente hospitalar, pode se tornar intercessor, estabelecendo relações dialógicas entre saúde e educação, pois, através de constante reflexão e problematização do próprio fazer pedagógico, poderá se permitir um agir-enunciar em constante aprender.
Abstract This dissertation aims at investigating some pathways of meaning in the process of learning that emerged in the context of a playful space-teaching at the CIVITAS - Education and Health research project (LELIC/ PPGEdu/ UFRGS) - and which produced a composition work with this study. It proposes a way of recreational and educational intervention and research training related either to a group of children and adolescents as patients in a hospital or to a group of hospital educators both groups situated at the Hospital de Clínicas in Porto Alegre/RS. Through a cartographic exercise - that involved diaries, maps of meaning and flowcharts as production of data devices - that some relations between utterances and teaching-learning processes have been established and by which it has been intended to investigate: ways of becoming an educator and ways of becoming a student in a hospital environment. Under the philosophy of difference bias it has been addressed the disjunction between seeing and speaking in research, and that it has been thought to led the language onto "regions of intensity". From the image of a conceptual character - the bri(n)coleur teacher - it has been build up a writing as a escaping movement through which impersonal events have been analyzed, what goes on between the subjects. It is the ethical-aesthetic act of the educator that proposes to think meaning production in language. Thus, it is aesthetic movements in the learning as a process and not just the direct learning that occurs by recognition that have been considered. Concepts of health, disease, life and death have been discussed and with which it has been coexisted throughout the proposal endurance and through which new biases of existence in the ethics and aesthetics of the educator who works in this environment have been thought. Time has been thought - specially the future - unlinked from anticipations and predictions, though linked to the work of art as an inventive effort and creator of life itself. The intention was to contribute to the establishment of a learning space conducive to building conceptual experiences in relation to affective and perceptual experiences, to reflect the pedagogical practice of educators committed to this service, as well as to think about teaching practices that could leverage creative processes in the mentioned environment. The analysis output took place in two processes: one in the field of analytical reflection, and the other in the aesthetic-literary experimentation. The procedure then has become the actual process, the event itself, since it caused a shift of the empirical field, having experienced the process of writing as a new situation. And an analytic one which has been proposed to trial and has shown the capture of what has itself been touched. It is considered that the educator who works in this intuitive artistic perspective of production of itself and the world would be closer to life itself. Based on the understanding that social relations are given in the language and that language is political, via the proposition of the attention to expressions and utterances that permeate the hospital educational area, it is expected to contribute to those who have interest in pedagogical practices in this environment. Results give clues to think that the educator in a hospital environment can become an intercessor, establishing dialogical relations between health and education, through constant reflection and questioning of their own pedagogical practice that may allow an act-uttering in constant learning.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/72122
Arquivos Descrição Formato
000882114.pdf (3.386Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.