Repositório Digital

A- A A+

Itinerários de catadores : (des)encontros com o campo ambiental

.

Itinerários de catadores : (des)encontros com o campo ambiental

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Itinerários de catadores : (des)encontros com o campo ambiental
Autor Lisboa, Cassiano Pamplona
Orientador Stephanou, Maria
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Catador de lixo
Discurso
Educação não-formal
[en] Collector of recyclable material
[en] Environmental discourse
[en] Environmental field
[en] Informal education
[en] Recycling
Resumo Esta tese focaliza os itinerários (entendidos como uma sequência de operações que se sucedem no tempo) de catadores de materiais recicláveis integrantes de associações e cooperativas localizadas na região sul do Brasil. Estruturou-se em três arranjos. No primeiro, o trabalho de pesquisa se voltou à compreensão das influências recíprocas entre o campo ambiental e a atividade de reciclagem. No segundo, voltou-se aos modos através dos quais os catadores, desde suas vinculações com a atividade de reciclagem e com o campo ambiental, relacionam-se com variados discursos que os interpelam. Por fim, focalizou as práticas sociais (discursivas e não discursivas) utilizadas por esses sujeitos na (re)invenção de seus cotidianos e suas trajetórias de vida. A investigação foi desenvolvida através do acompanhamento in situ das atividades dos catadores e por meio de entrevistas semi-estruturadas. Além disso, recorreu à análise documental para a caracterização dos discursos com maior poder de interpelação junto aos catadores. No que tange aos atravessamentos entre o campo ambiental, a reciclagem e os catadores, os resultados interrogam o papel dessa intensa produção simbólica na (re)colocação social da atividade de reciclagem, assim como dos sujeitos que a animam. Sugerem que, a despeito da significativa ampliação do repertório simbólico desde o qual ambos – catador e reciclagem – vêm sendo pensados, as repercussões da incorporação do argumento ambiental para esses sujeitos, em especial sob a forma de oportunidades para reconstrução de si, ainda são pouco sensíveis. A descrição densa das práticas dos catadores, além disso, problematiza a ideia de que estas apenas se conformam às estruturas sociais preexistentes, reproduzindo-as acrítica e inconscientemente. O acompanhamento e a caracterização pormenorizada dessas práticas sublinham aquela sua dimensão criativa, inseparável da estrutura social é certo, mas não completamente determinadas por ela. As catadoras e os catadores de materiais recicláveis, através dos seus itinerários, desafiam-nos a repensar a rigidez dos lugares desde os quais oferecemos leituras acerca dos seus posicionamentos. Desafiam-nos igualmente a rever a rigidez dos lugares que resultam dessas leituras (e que de modo geral são utilizados para “aprisioná-los”). Decorre daí a necessidade, apresentada aqui como sugestão, de tornar mais fluido e móvel o lugar educativo desde o qual tanto as práticas educacionais, quanto as políticas públicas vem sendo pensadas e direcionadas a esses sujeitos.
Abstract This thesis focuses on the itineraries (understood as a sequence of operations that take place in time) of recyclable materials collectors members of associations and cooperatives located in southern Brazil. It is structured into three arrangements. In the first arrangement, the research geared toward the understanding of the reciprocal influences between the environmental field and recycling activity. In the second one, it geared toward the ways in which the waste collectors, from their linkages with the recycling activity and the environmental field, relate to various discourses that interpellate them. Finally, it focused on the social practices (discursive and non-discursive) used by these subjects in the (re) invention of their everyday life and their life path. The research was developed through the in situ monitoring of the waste pickers activities and through semi-structured interviews. Furthermore, it was resorted to documentary analysis to characterize the discourses with greater power of interpellation with the waste collectors. With regard to the crossings between the environmental field, recycling and waste collectors, the results interrogate the role of this intense symbolic production in the (re) placement of social recycling activity, as well as the subjects that animate it. It is suggested that despite the significant expansion of the symbolic repertoire from which both collector and recycling have being designed, the effects of the incorporation of the environmental argument for these subjects, particularly in the form of opportunities to rebuild themselves, are still poorly sensitive. The thick description of the practices of collectors also questions the idea that they just conform to existing social structures, reproducing them uncritically and unconsciously. The monitoring and detailed characterization of these practices emphasize its creative dimension, certainly inseparable from the social structure, but not completely determined by it. The women and men collectors of recyclable materials through their itineraries, challenge us to rethink the stiffness of the places from which we offer readings about their positionings. They also challenge us to revise the rigidity of the places that result from these readings (and they are generally used to "capture them"). Hence the need, presented here as a suggestion, to make it more fluid and movable the education place from which both educational practices and public policy have been designed and targeted to those subjects.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/72128
Arquivos Descrição Formato
000882118.pdf (9.526Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.