Repositório Digital

A- A A+

As experiências formadoras da docência : estudo das trajetórias formativas de professoras-cursistas do curso PEAD/UFRG

.

As experiências formadoras da docência : estudo das trajetórias formativas de professoras-cursistas do curso PEAD/UFRG

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As experiências formadoras da docência : estudo das trajetórias formativas de professoras-cursistas do curso PEAD/UFRG
Autor Machado, Juliana Brandão
Orientador Carvalho, Marie Jane Soares
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Cotidiano
Ensino à distância
Formação
Professor
Vida
[en] Distance education
[en] Experience instructor
[en] Teacher education
[en] World of everyday life
Resumo O mundo da vida cotidiana é o aqui e agora das relações humanas, que se apresenta à nossa interpretação, e onde se forjam as experiências formadoras. A tese analisa o mundo da vida das professoras-cursistas do curso de Graduação em Pedagogia na Modalidade a Distância, oferecido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, entre os anos de 2006 a 2010, no sentido de identificar e analisar as experiências formadoras da docência em relação às trajetórias de formação dos sujeitos envolvidos no processo. Os conceitos principais da tese são mundo da vida cotidiana, na perspectiva de Alfred Schütz, experiência formadora, de acordo com Marie-Christine Josso e cibersocialidade, na perspectiva de André Lemos. Mundo da vida cotidiana é o espaço das relações humanas que estabelecemos diariamente, a realidade emergente de nossas experiências, e onde se forjam os esquemas reflexivos da consciência, a ponto de transformar uma vivência em uma experiência que significa e demarca a trajetória de um sujeito. Experiência formadora constitui-se como a possibilidade de criar e recriar, no âmbito da formação, as significações a respeito do aprendido: aprendido a fazer, a ser e a pensar. A cibersocialidade se relaciona à vivência do cotidiano presentificado, em que emergem as relações na sociedade em rede. A pesquisa de campo foi desenvolvida em duas etapas: a primeira, de abordagem quantitativa, investiga os usos do tempo das professoras-cursistas e mapeia o seu cotidiano. Na segunda etapa são analisadas as experiências formadoras da docência, a partir da seleção de rotinas-síntese de perfis típicos e atípicos da população analisada, totalizando oito sujeitos. As experiências formadoras foram analisadas a partir dos Portfólios de Aprendizagem das professoras-cursistas, recuperando as recordações-referência a partir dos seus itinerários de experiências individuais. Em relação ao mapeamento do cotidiano das professoras-cursistas observamos um cotidiano marcado por um contingente expressivo de ocupações, em que diminui o tempo de lazer e cuidados pessoais na medida em que aumenta o tempo de estudo. O imperativo de gênero demarca as relações estabelecidas no cotidiano das professoras-cursistas. Consideramos necessário o desenvolvimento políticas públicas voltadas à formação de professores considerando a formação como parte do trabalho remunerado. Em relação às experiências formadoras analisamos em profundidade os registros e percebemos que estas se relacionam com o mundo da vida cotidiana de cada professora-cursista, ultrapassando as fronteiras da universidade e da escola, na medida em que se relacionam com essas vivências. As recordações-referência apresentadas compuseram um rol de experiências formadoras destacadas para estes sujeitos. Na medida em que os oito sujeitos respondem às sínteses de reconhecimentos da população analisada no curso PEAD/UFRGS, apontamos as experiências analisadas acima como as experiências formadoras da docência para as professoras-cursistas do PEAD/UFRGS. Por fim, destacamos a importância de assumirmos a experiência formadora como forma de qualificar a formação de professores.
Abstract The world of everyday life is the here and now of human relations, and presents itself to our interpretation of the interpretation, and where they forge their formative experiences. The thesis examines the life world of teachers-students of the Course Undergraduate Education in Distance mode offered by the Federal University of Rio Grande do Sul, between the years 2006 to 2010, to identify and analyze the formative experiences of teaching in relation to the trajectories of the subjects involved in the training process. The main concepts of the thesis is the world of everyday life, from the perspective of Alfred Schütz, formative experience, according to Marie-Christine Josso and ciber-sociality, in the perspective of André Lemos. World of everyday life is the space of human relationships we establish daily, the emerging reality of our experiences, and where they forge reflective schemes of consciousness to the point of transforming an experience into an experience that demarcates the meaning and trajectory of a subject. Formative Experience constitutes the ability to create and recreate, in the scope of training, the meanings of what was learned: learned to do, to be and to think. The ciber-sociality relates to the experience of everyday life made present in the relationships that emerge in the network society. The field research was conducted in two stages: the first, a quantitative approach, investigates the time-use of teachers-students and maps their everyday life. In the second stage analyzes the formative experiences of teaching, from the selection of routine-synthesis profiles of typical and atypical of the population analyzed, totaling eight subjects. The formative experiences were analyzed from the portfolios of the teachers-Learning course participants, retrieving memories-reference from their itineraries individual experiences. Regarding the mapping of everyday teachers, teacher students observe a daily marked by a large contingent of occupations, which reduces the time for leisure and personal care in that it increases the time of study. The imperative of gender demarcating relations. We consider it necessary to develop public policies aimed at training teachers considering training as part of paid work. Regarding formative experiences we analyze in depth the records and realized that they necessarily relate to the world of everyday life of each teachers-students, surpassing the boundaries of the university and the school. Memories-reference presented composed a list of formative experiences highlighted for these subjects. Insofar as the eight subjects respond to the syntheses of recognitions of the population analyzed in the course HDPE / UFRGS, pointed the experiences discussed above as the formative experiences of teaching for teachers, teacher students HDPE / UFRGS. Finally, we highlight the importance of formative experience as we assume the possibility of qualifying teacher training.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/72134
Arquivos Descrição Formato
000882236.pdf (8.992Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.