Repositório Digital

A- A A+

Sazonalidade do Aedes aegypti no município de Porto Alegre e fatores relacionados aos Índices de Infestação Predial

.

Sazonalidade do Aedes aegypti no município de Porto Alegre e fatores relacionados aos Índices de Infestação Predial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sazonalidade do Aedes aegypti no município de Porto Alegre e fatores relacionados aos Índices de Infestação Predial
Autor Silveira, Verônica Luise Kellers da
Orientador Becker, Fernando Gertum
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase Ambiental: Bacharelado.
Assunto Aedes aegypti
Porto Alegre (RS)
Sazonalidade
Resumo Este estudo visa caracterizar o comportamento sazonal do Aedes aegypti no município de Porto Alegre, além de relacionar as médias de temperaturas com os Índices de Infestação Predial médios no período de 2008 a 2011. A densidade populacional humana também foi comparada com os Índices de Infestação Predial médios, a fim de determinar se há relação deste dado com a infestação pelo vetor da dengue. O presente estudo ainda tem por objetivo avaliar se há predominância de algum tipo de criadouro para oviposição pela fêmea do A. aegypti. Foram utilizados dados obtidos junto à Secretaria Municipal de Saúde – Núcleo de Roedores e Vetores, Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde. Obteve-se como resultado os maiores Índices de Infestação Predial no primeiro semestre do ano, além de coeficientes de correlação positivos entre as médias de temperaturas, densidade populacional humana e a infestação pelo vetor da dengue. Foi verificada, ainda, uma prevalência de recipientes pequenos artificiais positivos, ou seja, com presença de formas imaturas (larvas e/ou pupas) de A. aegypti. Conclui-se que as ações de controle e combate ao vetor realizadas no município de Porto Alegre devem ser intensificadas no período que compreende os primeiros meses do ano, a fim de reduzir a infestação pelo A. aegypti; além disso, é importante que se dê atenção especial aos bairros que apresentam densidade populacional superior a 20 indivíduos/hectare, além de enfatizar, nas campanhas educativas, a importância de se reduzir a disponibilidade, no ambiente, de recipientes pequenos que possam acumular água limpa, já que se constatou alta porcentagem deste recipiente entre os positivos para formas imaturas do vetor.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72334
Arquivos Descrição Formato
000872955.pdf (402.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.