Repositório Digital

A- A A+

Efeito de medicamentos imunossupressores na viabilidade e funcionalidade de células-tronco mesenquimais

.

Efeito de medicamentos imunossupressores na viabilidade e funcionalidade de células-tronco mesenquimais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito de medicamentos imunossupressores na viabilidade e funcionalidade de células-tronco mesenquimais
Autor Schneider, Natália
Orientador Meurer, Luíse
Co-orientador Paz, Ana Helena da Rosa
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Células-tronco mesenquimais
Imunossupressores
Resumo O presente estudo teve como objetivo investigar os efeitos de drogas imunossupressoras, utilizadas no tratamento de Doenças Inflamatórias Intestinais (DII), em Células-Tronco Mesenquimais (CTMs). CTMs foram isoladas de córion humano e tecido adiposo de camundongos C57BL/6 GFP+. A viabilidade celular foi avaliada na presença ou ausência de Azatioprina e Dexametasona nas concentrações 1μm e 10μm, respectivamente, através de ensaio de MTT em 4 diferentes tempos: 24h, 48h, 72h e 7d. A funcionalidade das CTMs foi avaliada a partir de co-cultivo com linfócitos T, na presença ou ausência das drogas por três dias, e a avaliação foi realizada por ensaio de MTT. A análise estatística foi realizada através do teste Generalized Estimating Equations (GEE). As CTMs foram caracterizadas de acordo com o consenso da Sociedade Internacional de Terapia Celular. Nossos resultados indicaram que a droga imunossupressora Azatioprina diminuiu a viabilidade das CTMs coriônicas em 24h. Entretanto, a adição de Dexametasona ao meio de cultivo não resultou em diferença na viabilidade das CTMs coriônicas e murinas. Avaliando-se a funcionalidade, a droga Dexametasona apresentou resultados positivos, uma vez que, em associação com as CTMs inibiu a proliferação de linfócitos de forma significativa. O presente estudo demonstrou que concentrações terapêuticas de Azatioprina e Dexametasona não afetam negativamente a funcionalidade das CTMs, porém, a Azatioprina pode alterar a viabilidade celular e a Dexametasona atua potencializando o efeito imunossupressor das CTMs.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72343
Arquivos Descrição Formato
000873163.pdf (540.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.